Dona do Google vai dividir ações para baratear preço e atrair pequeno investidor

Papéis da Alphabet, hoje cotados a quase US$ 3.000, serão desmembrados numa proporção de 20 para um; lucro da empresa para quarto trimestre 2021 quase dobra para US$ 76 bilhões

Sudar Pichai, CEO do Google. Foto: Wikimedia

Pontos-chave

  • A companhia anunciou que dividirá os papéis em circulação na proporção de 20 para um, com o objetivo de atrair os inúmeros pequenos investidores
  • O motivo da divisão é tornar as ações mais acessíveis

A Alphabet, empresa controladora do Google, está trazendo de volta ao mercado os grandes desdobramentos de ações, de modo que os potenciais compradores não mais precisarão desembolsar quase US$ 3.000 para se tornar acionista da empresa.

A companhia anunciou que dividirá os papéis em circulação na proporção de 20 para um, com o objetivo de atrair os inúmeros pequenos investidores que passaram a investir na Bolsa durante a pandemia.

“O motivo da divisão é tornar nossas ações mais acessíveis. Achamos que fazia sentido fazer isso”, disse Ruth Porat, diretora financeira da Alphabet, em teleconferência com âncoras de televisão.

Após o anúncio, as ações chegaram a subir 10% nas negociações de pré-mercado dos EUA na quarta-feira (2). No fim da tarde de ontem, as ações fecharam com alta de 7,37%, a US$ 2.960. Nas negociações após o fechamento, houve uma pequena queda de 1,6%.

Na terça-feira (1), a controladora do Google informou que encerrou o ano com um lucro líquido total de US$ 76 bilhões. Isso quase dobra os US$ 40 bilhões obtidos no ano fiscal de 2020.

O resultado superou as projeções dos analistas, mostrando a resiliência de seus negócios de publicidade, diante das turbulências econômicas.


Você também pode gostar
Redação IF Atualizado em 30.jun.2022 às 18h48
Fleury compra Pardini e se aproxima da Dasa no setor de diagnóstico; fusão não altera perspectiva de crescimento, diz Itaú BBA

As ações da Pardini fecharam com alta de 18,99%, negociadas a R$ 19,99, e as da Fleury subiram 16,10%, cotadas a R$ 16,30

5 min
Redação IF Atualizado em 30.jun.2022 às 18h54
Ibovespa cai 11,50% em junho no pior mês para o mercado local desde março de 2020

Índice perde 5,99% no primeiro semestre; destaque no pregão de hoje, Fleury disparou 16,1% após assinar acordo de fusão com Pardini, que subiu 18,99%

1 min
Redação IF Publicado em 30.jun.2022 às 17h13
S&P 500 registra pior primeiro semestre desde 1970, Nasdaq fecha trimestre com queda de 1%

O índice Nasdaq, que reúne empresas não financeiras e as de tecnologia, caiu mais de 20% nos últimos três meses, seu pior desempenho desde 2008

1 min
Redação IF Publicado em 30.jun.2022 às 15h17
Dólar apaga ganhos e fica abaixo dos R$ 5,20

Moeda americana chegou a R$ 5,27 na máxima do dia

1 min
Redação IF Publicado em 30.jun.2022 às 14h23
4 min