Indústria volta a crescer em dezembro e fecha 2021 com alta de 3,9%

Ano foi marcado por altos e baixos na produção, com recuperação no primeiro semestre e perda de fôlego nos meses seguintes

Foto: Fernando Ogura/AEN-PR

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou nesta quarta-feira (2) que a produção industrial avançou 2,9% na passagem de novembro para dezembro 2021. No mês anterior, a indústria havia registrado variação nula (0,0%), o que interrompeu cinco meses consecutivos de queda. Com o resultado de dezembro, o setor fechou 2021 com ganho acumulado de 3,9%, o primeiro desempenho positivo depois de dois anos em baixa. Em 2019, o acumulado do ano foi de -1,1% e em 2020, de -4,5%.

Em 2021, a produção enfrentou altos em baixos. Houve ganho acumulado de 13,0% no primeiro semestre e, posteriormente, o setor industrial mostrou redução de fôlego. Os resultados positivos dos primeiros meses do ano, conforme o IBGE, tinham relação com uma base de comparação muito depreciada, já que em 2020 houve perdas bastante intensas para a indústria”, explica. Já o segundo semestre do ano, cujo resultado acumulado foi de -3,4%, tinha uma base de comparação mais elevada.

“Há os reflexos da pandemia no processo produtivo, como o encarecimento dos custos de produção e falta de matérias-primas, e também, pelo lado da demanda doméstica, inflação em patamares mais elevados e o mercado de trabalho que, embora tenha mostrado algum grau de recuperação, ainda é muito caracterizado pela precarização das condições de emprego, com pagamento de salários menores”, observou André Macedo, gerente da Pesquisa Industrial Mensal (PIM).

No acumulado do ano, a indústria teve resultados positivos em três das quatro grandes categorias econômicas: bens de capital (28,3%), bens intermediários (3,3%) e duráveis (1,9%). Foram observados também avanços em 18 das 26 atividades investigadas pela pesquisa, com destaque para veículos automotores, reboques e carrocerias (20,3%), máquinas e equipamentos (24,1%) e metalurgia (15,4%).


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 07.jun.2022 às 12h17
Anfavea: 150 mil veículos deixaram de ser produzidos no ano por falta de semicondutores

Balanço divulgado pela associação indica que houve 16 paralisações de fábricas de janeiro a maio de 2022

Valor Econômico Publicado em 09.maio.2022 às 07h29
Com inflação e juros em alta, produção de eletrodomésticos cai 25% no 1º tri

Mercado apresenta demanda fraca e produtos mais caros com repasse de custos

Valor Econômico Atualizado em 08.jun.2022 às 08h28
Nova onda de reajustes de preços avança na indústria e no varejo

Pressões estão em linha branca, alimentos e bebidas, e afetam o comércio eletrônico

Redação IF Publicado em 27.abr.2022 às 08h27
Após oito meses em queda, confiança da indústria volta a subir em abril

Índice que mede o humor dos empresários do setor avançou 2,4 pontos no mês

Valor Econômico Publicado em 18.abr.2022 às 07h50
Carro, um sonho de consumo cada vez mais distante

Brasileiro faz 'malabarismos' para financiar a compra de um modelo novo ou usado

Redação IF Publicado em 13.abr.2022 às 10h45
CNI vê recuo da indústria em 2022; entenda os motivos da projeção pessimista

A entidade ainda estima que o PIB geral deve crescer menos que o previsto anteriormente