Brasileiros e indonésios são os campeões de uso do celular: 5h24 por dia

Globalmente, a maior parte dos acessos é feita a redes sociais e aplicativos de vídeos e fotos

(Foto: John Tuesday/Unsplash)

A pandemia de Covid-19 levou muita gente a viver mais no mundo digital, já que o distanciamento social fez crescer a necessidade de estudar, trabalhar e cuidar dos afazeres do dia-a-dia virtualmente. Esse fenômeno foi medido em uma pesquisa realizada pelo aplicativo de análise de dados Annie: de 2019 a 2021, nos 10 maiores países, o tempo de uso do celular e outros aparelhos móveis saltou 30%, para uma média de 4h48 minutos.

Os brasileiros e os indonésios são, no planeta, os que mais passam tempo no celular: em média, 5h24 por dia. Em 2019, a média de horas gastas ao celular pelo brasileiro num dia era de 4h06. Em 2020, deu um salto para 5h06.

O salto no uso dos aparelhos móveis na pandemia foi global, mas existem diferenças entre o total de tempo gasto diariamente no celular de país a país. No México, é de 4h48; na Índia, de 4h42; nos Estados Unidos, de 4h12. A China apresenta o menor volume: 3h12 – e ainda teve uma queda de 8,6% entre 2020 e 2021.

Outros números ajudam a entender o quanto mergulhamos na realidade digital. Em 2021, em todo o mundo, houve 230 bilhões de downloads de aplicativos, o que significa 435 mil por minuto. A China lidera esse ranking, com 98,4 bilhões de downloads, e o Brasil fica em quarto, com 10,4 bilhões.

Os gastos nas lojas de aplicativos somaram US$ 170 bilhões (R$ 944 bilhões pela taxa de câmbio de hoje). No Brasil, as palavras-chave mais buscadas na loja da Apple, que fabrica os celulares iPhone, foram: Google Meet, Zoom, Claro, LinkedIn, Teams, vagas de emprego e CPF.

O que mais acessamos?

E o que tanto estamos fazendo online? Sete de cada dez minutos acessando a internet pelos aparelhos móveis em 2021 foram gastos com redes sociais e aplicativos de fotos e vídeos. Entre os usuários da chamada geração Z (nascidos entre 1995 e 2010), o campeão de acessos é o Instagram, seguido pelo Spotify e pela Netflix. Os preferidos dos milennials ou geração Y (nascidos entre 1980 e 1995) são o Facebook, o WhatsApp e o eBay.

Também houve um forte aumento no uso de aplicativos financeiros em 2021: o número de usuários ativos desses apps subiu 175% no Brasil, a maior elevação em quatro anos. Considerando o mundo inteiro, o Nubank foi o segundo app com o maior número de usuários ativos: teve 37,8 milhões de downloadas. O primeiro foi o indiano Yono, com 54 milhões. Em termos de downloads, no Brasil, os campeões foram Banco PAN, Iti, C6, Nubank e Bitz.

Para compras, no Brasil, os apps mais baixados foram: Shein, Facily, Shopee, Enjoei e Alli Express. Para assistir a vídeos, Netflix, Disney+ e Pluto.tv. De comidas e bebidas, iFood, McDonald’s, Zé, Rappi e Uber Eats. De saúde, Flo Period & Ovulation Tracker, Workout for Women: Fit at Home e Lose Weight App for Women.


Você também pode gostar
Redação IF Atualizado em 25.jun.2022 às 07h40
Como o TikTok se tornou uma máquina de fazer dinheiro?

Plataforma vai triplicar receita publicitária este ano, para US$ 12 bi e ainda amplia ganho de tiktokers, avança em games e e-commerce

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 12h53
Inflação e baixa renda inibem recuperação do consumo no Brasil

Indicador da FGV mostrou uma melhora da confiança entre as faixas de maior poder aquisitivo

Redação IF Atualizado em 23.jun.2022 às 16h27
Carteira recomendada Itaú: sai Banco do Brasil entra Bradesco

Banco faz parte das recomendações de duas carteiras: Top 5 e a de Dividendos

Redação IF Atualizado em 23.jun.2022 às 19h23
‘Timing’ para estreia na Nasdaq foi excelente, diz CEO do Inter; ações fecham em forte queda em NY

O primeiro dia foi negativo para os ativos, fechando com uma forte baixa de 12,56%, a US$ 3,48

Manhã Inteligente Atualizado em 23.jun.2022 às 13h59 Duração 15 min.
Momento crucial para moedas digitais; americanos seguem pressionados; e educação financeira volta a trendar entre brasileiros da fintwit

Manhã Inteligente de quinta, 23, está disponível sob demanda por aqui na IF, LinkedIn e YouTube. Bora pro play?

Redação IF Atualizado em 22.jun.2022 às 17h32
C6 Bank é impedido pela Justiça de conceder empréstimo consignado

Decisão foi tomada após descumprimento de liminar obtida por Ação Civil Coletiva, impetrada em 2020, que quer interromper crédito sem autorização do consumidor