Ações da Tesla (TSLA) sobem 1,9% após relatos que melhorias em seu veículo Modelo Y estão chegando

Mercado norte-americano operou em tons positivos na quarta-feira

O mercado norte-americano operou em tons positivos na quarta-feira (27). O S&P 500 fechou em alta, com os traders de olho na caminhada do índice de volta à sua máxima histórica. O destaque positivo do dia ficou para as ações da Tesla (TSLA). Elas subiram 1,9% depois que a Bloomberg News relatou que melhorias em seu veículo Modelo Y estão chegando.

O S&P 500 subiu 0,14%, fechando em 4.781,58, enquanto o Nasdaq subiu 0,16%, alcançando os 15.099,18. Por fim, o Dow Jones subiu ou 0,3%, para terminar em 37.656,52.

O Dow registrou uma nova máxima histórica de fechamento, enquanto o S&P 500 terminou a menos de 0,5% de seu recorde de 4.796,56 estabelecido em janeiro de 2022.

Tem sido um ano forte para as ações. O Dow e o S&P 500 deverão terminar 2023 em alta de 13% e 24%, respectivamente. O Nasdaq regista uma subida de 44%, apresentando desempenho superior atrelado ao desempenho das grandes tecnológicas e ao fenômeno da inteligência artificial. O índice de tecnologia também está a caminho de seu maior ganho em um ano desde 2003, quando subiu 50%.

As ações estão no auge do que é chamado de “rali do Papai Noel”, um período composto pelos últimos cinco dias de negociação de um ano que termina e os dois primeiros de um novo.

Apesar do otimismo, alguns em Wall Street temem que o mercado possa estar demasiado otimista, o que poderá gerar decepção caso o FED comece a cortar as taxas mais tarde do que o esperado. Já que o mercado reflete uma probabilidade significativa de cortes nas taxas já em março próximo, de acordo com a ferramenta FedWath do CME Group.

Confira abaixo os destaques da corretora Avenue:

Tesla (TSLA)

Aa ações da fabricante de veículos elétricos Tesla (TSLA) subiram 1,9% após a Bloomberg News relatar que melhorias em seu veículo Modelo Y estão chegando. A Tesla planeja renovar o carro de sua fábrica em Xangai a partir de meados de 2024, disse o relatório.

The New York Time Company (NYT)

As ações subiram 1,9% após o The New York Times entrar com uma ação na quarta-feira contra a Microsoft e a OpenAI, controladora do ChatGPT. O NYT acusa as empresas de tecnologia de violação de direitos autorais e de uso ilegal da propriedade intelectual do jornal para treinar grandes modelos de linguagem.

NetEase (NTES)

As ações da empresa chinesa de internet recuperaram quase 12% após o principal regulador de jogos da China prometer “modificar e melhorar ainda mais” as novas regras que visam o jogo excessivo. As ações da Rival Tencent subiram 4%, enquanto as da Bilibili, um site de mídia social envolvido em jogos domésticos chineses, saltaram 6,7%.

Coherus BioSciences (CHRS)

As ações da biofarmacêuticas dispararam 34% depois que a Food and Drug Administration dos EUA aprovou o Udenyca Onbody, um sistema de injeção no corpo que os pacientes tomam em conjunto com a quimioterapia para prevenir infecções. A empresa espera que o Udenyca Onbody esteja disponível comercialmente a partir do primeiro trimestre do próximo ano.

Iovance Biotherapeutics (IOVA)

As ações da biotecnologia despencaram quase 23% depois que os reguladores suspenderam clinicamente o ensaio do LN-145 da Iovance para câncer de pulmão de células não pequenas.

Com informações da Avenue