Abilio Diniz: quem é o nome por trás da criação do Grupo Pão de Açúcar, e à frente do Carrefour

Conheça um dos executivos mais importantes do Brasil, que faz aniversário hoje (28)

Nesta quarta-feira (28), o empresário Abilio Diniz completa 86 anos. Conhecido pela criação do Grupo Pão de Açúcar, a história de Abilio Diniz vai bem além da sigla GPA.

Presidente do Conselho de Administração da Península Participações, membro dos Conselhos de Administração do Carrefour Global e do Carrefour Brasil e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV), ele é um dos mais importantes empresários do Brasil.

Portanto, entenda quem é Abilio Diniz e quais são os principais fatos que marcam sua trajetória.

Quem é Abilio Diniz

Abilio dos Santos Diniz nasceu em 28 de dezembro de 1936, na capital paulista. Assim, foi o primeiro de seis filhos do casal Valentim e Floripes Diniz.

Foi na doceria do pai, que já levava o nome de Pão de Açúcar, que ele começou a trabalhar. Por lá, participou da rotina de produção e entrega dos produtos.

Em 1956, formou-se na segunda turma da graduação em Administração na recém-criada Escola de Administração de Empresas da FGV.

Além disso, recém-formado, Abilio liderou o projeto de implantação do primeiro supermercado Pão de Açúcar, inaugurado em abril de 1959, na Avenida Brigadeiro Luiz Antônio, em São Paulo.

Posteriormente, em 1960, Abilio Diniz se casou com Auriluce. Juntos, tiveram quatro filhos: Ana Maria, João Paulo, Pedro Paulo e Adriana.

Situações traumáticas

1. Crise familiar

Na vidada dos anos 80 para os 90, três situações traumáticas marcaram a sua vida. Primeiramente, a crise familiar que envolveu Abilio Diniz e seus irmãos na sucessão do Pão de Açúcar. Aliás, essa situação só se resolveu em 1994, quando Abilio Diniz teve garantido o controle da companhia em um acordo assinado por todos.

2. Vítima de sequestro

O segundo fato traumático foi o sequestro do próprio empresário. Assim, em dezembro de 1989, Abilio Diniz passou sete dias em cativeiro subterrâneo.

3. Quase falência do Pão do Açúcar

Já em 1990, o Pão de Açúcar quase foi à falência. Após a crise, em 1995, Abilio Diniz abriu o capital do Grupo Pão de Açúcar na bolsa de Nova York. Em 1999, estabeleceu a sociedade entre o Pão de Açúcar e o grupo francês Casino.

4. A morte do filho João Paulo

Em julho de 2022, Abilio passou pela pior situação que um pai pode viver: a morte de seu filho João Paulo. Aos 58 anos, João Paulo sofreu um infarto fulminante em Paraty (RJ). João Paulo liderava uma empresa de investimentos, com foco nos setores de academias, restaurantes, tecnologia, imobiliário e de mobilidade

Livros de Abilio Diniz e vida pessoal

Em 2004, Abilio Diniz se casou com Geyze Marchesi, com quem teve os filhos Rafaela e Miguel. No mesmo ano, lançou seu primeiro livro Caminhos e Escolhas: O equilíbrio para uma vida mais feliz.

Já em abril de 2013, Abilio recebeu o convite da gestora de investimentos Tarpon para assumir a presidência do Conselho de Administração da BRF. Foi sua estreia no segmento industrial. Contudo, em setembro do mesmo ano, o empresário deixou o Grupo Pão de Açúcar – depois 54 anos de história.

Por outro lado, em dezembro de 2014, a Península Participações, empresa de investimentos de sua família, adquiriu participação acionária no capital do Carrefour Brasil.

Posteriormente, em 2016, Abilio completou 80 anos e lançou seu segundo livro Novos caminhos, novas escolhas, para compartilhar os últimos 12 anos que ele considera que tenham sido os mais felizes de sua vida.

Ainda em 2016, a Península aumentou sua participação acionária no Grupo Carrefour e Abilio Diniz tornou-se membro do Conselho de Administração do Grupo.

A criação do Grupo Pão de Açúcar

Quando era apenas recém-formado, Abilio Diniz foi convidado pelo pai para liderar o projeto de implantação do primeiro supermercado Pão de Açúcar. Dessa forma, com algumas aquisições e abertura de novas lojas, em 1968 o Pão de Açúcar já somava 40 supermercados e 1.642 funcionários.  

Em 2009, o GPA adquiriu a rede Ponto Frio, segunda maior rede de varejo de eletrodomésticos do país. Posteriormente, em dezembro, juntou-se com a Casas Bahia e, em pouco tempo, dobrou de tamanho e o valor de mercado.

A história de Abilio Diniz com o GPA terminou em 2013, quando ele deixou o Grupo, depois de 54 anos.

Papel de Abilio Diniz na BRF

Em abril de 2013, Abilio Diniz foi convidado pela gestora de investimentos Tarpon para assumir a presidência do Conselho de Administração da BRF. Dessa forma, estreou no segmento industrial.

Em 2018, porém, o empresário envolveu-se no escândalo da operação Carne Fraca, em que Investigações da Polícia Federal apontaram que fábricas da BRF eram suspeitas de fraudar laudos relacionados à presença de salmonella em alimentos para exportação a 12 países.

Na época, como presidente do Conselho Administrativo da BRF, Abilio Diniz foi indiciado por estelionato, organização criminosa, falsidade ideológica e crime contra a saúde pública.

No mesmo ano, ele decidiu deixar a presidência do Conselho de Administração da BRF. Na decisão pesaram principalmente o escândalo da operação Carne Fraca e a instabilidade do mercado financeiro.

Papel de Abilio Diniz no Carrefour

A história de Abilio Diniz com o Carrefour começou em dezembro de 2014, quando a Península Participações, que é a empresa de investimentos de sua família, adquiriu participação acionária no capital do Carrefour Brasil.

Com a iniciativa, o empresário tornou-se membro do conselho de administração da rede no Brasil. Neste ano, ele assumiu a vice-presidência do Conselho.

Um ano depois, a Península adquiriu ações do Grupo Carrefour do qual é atualmente o segundo maior acionista global. Com isso, Abilio Diniz tornou-se membro também do Conselho de Administração global da empresa.

Programas na CNN Brasil

A trajetória de Abilio Diniz inclui programas de tv e podcasts na CNN Brasil. O mais recente deles foi Caminhos com Abilio Diniz, uma série de entrevistas comandadas pelo empresário que foi ao ar na CNN Brasil entre 14 e  18 de novembro.

Na série, ele recebeu alguns dos mais importantes empresários e personalidades do Brasil para falar sobre perspectivas para a economia e rumos para o país pós-eleição.

Torcedor declarado do São Paulo

Abilio Diniz é torcedor declarado do São Paulo. O executivo revelou inclusive que ajudou na eleição do presidente do clube, Julio Casares.

De quanto é a fortuna de Abilio Diniz?

Em 2022, a fortuna do empresário Abilio Diniz está estimada em US$ 2,4 bilhões pela Forbes.

Curiosidades sobre o empresário

Quem associa a imagem de Abilio Diniz apenas a de um empresário poderoso pode não imaginar que, quando ele tinha 6 anos, começou a jogar futebol e se destacou como goleiro.

Aos 13 anos, ele começou a praticar exercícios de forma regular e se matriculou em aulas de boxe, judô e capoeira.

Depois, começou a fazer musculação e levantamento de peso em uma academia no centro de São Paulo.

Em seguida, o empresário começou a se voltar para a velocidade e, no final dos anos 60, começou a disputar provas de motonáutica. Ele conquistou o tricampeonato brasileiro, em 1968, 1969 e 1970.

Além disso, disputou provas de automobilismo e ganhou, em dupla com o irmão Alcides, as Mil Milhas de Interlagos, em 1970.

Como autor, ele também obteve sucesso. Seu livro Novos Caminhos, Novas Escolhas já vendeu mais de 90 mil cópias.