CVM aplica multa de R$ 33,6 milhões por fraudes em corretora de criptomoedas

Acusação estima que a fraude afetou mais de 47 mil investidores, causando prejuízo de cerca de R$ 1,1 bilhão

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) anunciou nesta quarta-feira uma multa de R$ 33,6 milhões por fraudes envolvendo a corretora de criptomoedas Atlas Quantum.

A acusação estima que a fraude afetou mais de 47 mil investidores, resultando em um prejuízo total de cerca de R$ 1,1 bilhão.

A decisão conclui um processo que o regulador do mercado de capitais abriu em 2019.

O processo visava a apurar indícios de oferta de contrato de investimento coletivo e instrumentos derivativos sem registro.

Segundo a investigação, as ofertas da corretora de criptomoedas Atlas Quantum para investidores apresentavam características comuns de golpes e fraudes.

Dentre elas, estavam as promessas de rentabilidade muito superior aos investimentos tradicionais, com baixo risco.

Além disso, alega a CVM, os acusados também criaram embaraços à fiscalização.

Isso teria incluído até a fuga do presidente da empresa, Rodrigo Marques dos Santos, para a Europa com sua família.