Vamos (VAMO3) e PetroRecôncavo (RECV3) entram na 1ª prévia do Ibovespa; Méliuz (CASH3) sai

Nova composição do índice entra em vigor em 4 de setembro, mas ainda terá duas prévias ao longo de agosto

As ações da locadora de máquinas e caminhões Vamos (VAMO3) e da petroleira PetroRecôncavo (RECV3) devem entrar no Ibovespa, de acordo com a primeira prévia de atualização da carteira divulgada nesta terça-feira pela B3.

Ao mesmo tempo, o papel da administradora de programas de fidelidade Méliuz (CASH3) deve deixar o índice da bolsa paulista com os papéis de maior liquidez.

A carteira, que corresponde a cerca de 80% do volume financeiro negociado na bolsa paulista, é atualizada três vezes por ano, no começo dos meses de janeiro, maio e setembro.

Essas mudanças no índice tinham sido antecipadas há duas semanas em relatório do Itaú BBA.

Se forem confirmadas, as alterações levarão o Ibovespa a ter 86 ativos entre setembro e dezembro.

O banco previu ainda que as ações de Porto Seguro (PSSA3), Grupo Mateus (GMAT3) e Auren Energia (AURE3) podem entrar na carteira, possivelmente em janeiro.

Na outra ponta, Eztec (EZTC3) e CSN Mineração (CMIN3) ainda estão dentro da faixa, mas também perto da exclusão, segundo o BBA.

B3  divulga três prévias do índice rebalanceado ao longo do mês anterior à atualização, com indicações de quais papéis podem entrar ou serem excluídas carteira.

A próxima composição entrará em vigor em 4 de setembro.