Banco do Brasil (BBAS3): Corte da Selic permite estabelecer melhores condições no crédito

Presidente da instituição avalia que a redução dos juros foi apoiada por um cenário favorável na economia

A presidente do Banco do Brasil (BBAS3), Tarciana Medeiros, afirmou que o início do ciclo de cortes na taxa Selic já permite ao banco melhorar as condições na concessão de crédito. Ela disse ainda que a redução dos juros foi apoiada por um cenário favorável na economia.

Em postagem em seu perfil no Linkedin, a executiva disse que a redução dos juros anunciada na quarta-feira (2) pelo Comitê de Política Monetária (Copom) está apoiada em condições positivas na economia brasileira, construídas ao longo do primeiro semestre.

“E esse movimento já nos permite estabelecer melhores condições na concessão de crédito, sempre observando as boas práticas bancárias, apoiada em um cenário macroeconômico favorável, somado ao nosso monitoramento permanente das taxas de produtos de empréstimo, com o propósito de estabelecer sempre as condições mais adequadas para nossos clientes”, escreveu Medeiros.

Ela fez menção às reduções de taxas anunciadas pelo BB logo após o Copom divulgar a redução da Selic em 0,5 ponto porcentual, para 13,25% ao ano.

O banco reduziu os juros de uma série de linhas, como o crédito consignado para aposentados do INSS, e linhas de capital de giro para empresas.

Em maio, em entrevista ao Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), a executiva afirmou que os juros altos por um período prolongado eram prejudiciais à economia do país, e que esperava por um ciclo de cortes ainda neste ano.

“Nosso anseio é que, a partir do segundo semestre, consigamos ter uma taxa de juros caminhando para patamares mais aceitáveis para que consigamos fazer mais e mais negócios”, disse, na ocasião.

Com informações do Estadão Conteúdo