Lucro do Grupo Soma (SOMA3) cresce 61,7% no 4º tri, dentro do esperado, avalia Citi

Entre janeiro e dezembro, o lucro foi de R$ 335,2 milhões, alta de 11,8%

O Grupo Soma (SOMA3), companhia que controla marcas como Animale, Farm e Hering, registrou lucro líquido de R$ 72,4 milhões no quarto trimestre deste ano, o que representa alta de 61,7% em relação ao mesmo período de 2021. Entre janeiro e dezembro, o lucro foi de R$ 335,2 milhões, alta de 11,8%.

No resultado pro forma, considerando o combinado do Grupo Soma e da Hering em períodos anteriores à aquisição, o lucro líquido ajustado cresceu 14,2%, para R$ 99,3 milhões.

A receita líquida cresceu 11,5% no comparativo trimestral, para R$ 1,36 bilhão, enquanto a receita anual foi de R$ 4,87 bilhões, alta de 74,5%.

As ações da empresa subiam 3,85% por volta das 10h45 desta quarta, cotadas a R$ 8,63.

Citi: resultado esperado, apesar de queda na margem

O Grupo Soma registrou resultados dentro do previsto no quarto trimestre de 2022, apesar da margem bruta aquém das projeções tanto na Hering quanto no restante do grupo, em um trimestre desafiador considerando as temperaturas mais baixas e a queda no tráfego nas lojas físicas com a Copa do Mundo, diz o Citi, em relatório

Os analistas João Pedro Soares, Felipe Reboredo e equipe escrevem que as vendas líquidas vieram 3% abaixo da projeção do Citi, vindo principalmente da Hering, enquanto o restante do grupo ficou em linha com as estimativas graças à Farm Global melhor do que o esperado. “Reconhecemos a impressão positiva de vendas da Farm, especialmente da Farm Global, que está claramente disparando.”

Margem da Hering aquém do esperado

A margem bruta consolidada ajustada, por sua vez, veio 1,14 pontos percentuais abaixo do Citi, dizem os analistas, com a margem da Hering aquém da estimativa devido ao maior share e descontos do canal digital, bem como uma menor penetração das lojas físicas, que possuem maior margem.

Ainda assim, a margem bruta da Hering cresceu, graças a menos interrupções, maior rotatividade de produtos e vendas a preço integral, escrevem os analistas. “Continuamos acreditando que a reviravolta está na direção certa.”

Por fim, os analistas destacam que o trimestre incluiu uma série de despesas pontuais, como provisões para estornos e contingências trabalhistas.

O Citi tem recomendação de compra para as ações do Grupo Soma, com preço-alvo de R$ 15, potencial de alta de 80,5% ante o fechamento de ontem na B3.

Receita bruta e faturamento

A receita bruta da companhia no último trimestre foi de R$ 1,61 bilhão, alta de 12,3%, e patamar recorde de acordo com o Grupo Soma. O resultado reflete faturamento inédito marcas como a Hering, que somou R$ 687,5 milhões.

Já o faturamento anual do Grupo Soma avançou 72,2% e alcançou R$ 5,65 bilhões. A companhia destaca a receita bruta recorde de R$ 1,2 bilhão da marca Farm no período, além do patamar inédito de R$ 670,1 milhões da Animale.

Clientes e lojas

A companhia afirma que finalizou o trimestre com base ativa de 5,4 milhões de clientes, mais de 12 mil multimarcas ativas e 1.094 lojas, das quais 736 são franquias. Para este ano, está prevista a abertura de 15 a 20 lojas.

Ebtida

Já o Ebitda somou R$ 188,8 milhões entre outubro e dezembro, avanço de 96,7% ante o mesmo período de 2021.

No critério ajustado, considerando itens como despesas de aquisição da Hering, provisão de contingência judicial e mais valia da Hering, o Ebitda cresceu 40%, para R$ 210,7 milhões, com margem de 15,5%, avanço de 3,1 pontos percentuais.

Despesas e caixa

As despesas totais do Grupo Soma somaram R$ 551,6 milhões no último trimestre, aumento de 5,4% no comparativo trimestral. Em relação à receita líquida, a participação das despesas caiu de 43% para 40,6%.

A companhia finalizou 2022 com caixa de R$ 337,6 milhões, e o nível de alavancagem foi de 0,79 vez medido pela razão entre a dívida líquida e o Ebitda ajustado.