Petrobras: lucro líquido dispara 48% no 3º tri e atinge R$ 46,06 bi

Ganhos superam projeções, que eram de R$ 43,37 bi

A Petrobras registrou lucro líquido de 46,09 bilhões de reais no terceiro trimestre, alta de 48% ante o mesmo período do ano passado, informou a companhia nesta quinta-feira. O lucro veio acima do resultado esperado por uma pesquisa da Refinitiv, de 43,37 bilhões de reais.

O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda) ajustado totalizou 91,42 bilhões de reais entre julho e setembro, ante 60,74 bilhões de reais no mesmo período de 2021. A receita de vendas da empresa totalizou 170 bilhões de reais, frente a 121,59 bilhões de reais em igual período de 2021.

Vendas de ativos

As entradas de caixa no terceiro trimestre referentes aos desinvestimentos realizados pela Petrobras totalizaram US$ 537 milhões, informou a companhia em balanço do desempenho financeiro no período, divulgado hoje.

No valor, está considerado o recebimento do pagamento pela venda da Gapetro, no valor de US$ 392 milhões. No acumulado do ano, até setembro, a Petrobras recebeu US$ 3,9 bilhões, relativos a venda de ativos, incluindo pagamentos diferidos das vendas da empresa de gasodutos NTS e do campo de Bacalhau.

Os ativos alienados pela Petrobras fomentam uma dinâmica econômica positiva, disse o diretor financeiro e de relacionamento com investidores da companhia, Rodrigo Araújo Alves, em mensagem publicada no balanço financeiro do terceiro trimestre da estatal, divulgado hoje.

Segundo o balanço, a empresa adicionou, no terceiro trimestre, quatro novos clientes para o petróleo produzido no pré-sal, localizados na Ásia, Europa e América do Sul.

A China recebeu 29% das exportações de petróleo da companhia no terceiro trimestre, ainda de acordo com os resultados financeiros.

Contratação de plataformas

O diretor financeiro e de relacionamento com investidores da Petrobras, Rodrigo Araújo Alves, afirmou que resta apenas à companhia a contratação de uma das 15 plataformas previstas pelo plano estratégico 2022-2026.

No período, a empresa assinou contratos de três novos navios-plataforma (FPSO, na sigla em inglês) – P-80, P-82 e P-83, para o campo de Búzios.

Em mensagem publicada no balanço financeiro do terceiro trimestre da estatal, Alves afirmou que a empresa aprovou os 13 primeiros projetos do fundo de descarbonização da companhia, no total de US$ 76 milhões.

A Petrobras registrou ainda pagamento recorde de impostos nos nove primeiros meses de 2022, de R$ 222 milhões, superando o total pago em 2021.

O executivo destacou ainda na mensagem que as ações da companhia apresentaram valorização de 1.436% em relação ao menor nível atingido na última década.

Na visão de Alves, sem seguir preços de mercado corre-se o risco de escassez de produtos, “com óbvias consequências negativas para a sociedade”.

“É impossível ser bem-sucedido se nos desviarmos da lógica de preços de mercado”, disse Alves.