Nvidia é a melhor ação do setor de chips para 2023, diz Cowen

Analista prevê que a Nvidia gerará US$ 30,9 bilhões em receita para o ano fiscal de 2024

A liderança da Nvidia em semicondutores para o uso em equipamentos de inteligência artificial (IA) aumentará a receita da fabricante de chips e consequentemente uma recuperação das ações, acredita o banco de investimentos americano Cowen.

Nesta segunda-feira, o analista Matthew Ramsay reiterou sua classificação de compra (outperform) para as ações da Nvidia e elevou seu preço-alvo de US$ 200 para US$ 220.

“A Nvidia é líder em computação acelerada e o principal facilitador de IA em setores verticais – ponto final”, escreveu ele. “Com vários ciclos de produção previstos para retomar com força em 2023, dizemos que agora é a hora para possuir a Nvidia como uma das nossa recomendações para 2023”.

As ações da Nvidia subiram 0,5%, para US$ 170,89, na manhã de segunda-feira. O S&P 500 também subiu 0,5%.

Ramsay está otimista com o mais recente produto de centro de dados da empresa e o processador Grace, que deve ser lançado no ano que vem. Ele também espera que o negócio de jogos da Nvidia volte a crescer até 2024.

“Em nossa opinião, os investidores subestimam o quão cedo estamos na penetração da IA e a capacidade da Nvidia de criar novos mercados/formas de uso por meio da inovação de produtos (hardware e software)”, escreveu ele.

O analista prevê que a Nvidia gerará US$ 30,9 bilhões em receita para o ano fiscal de 2024 e US$ 38,6 bilhões para o ano fiscal de 2025. Esses números estão 5% e 7% acima das estimativas de consenso de Wall Street, respectivamente.

A Nvidia teve um ano difícil. As ações caíram cerca de 42% este ano após uma série de trimestres decepcionantes, em comparação com uma queda de 31% no iShares Semiconductor ETF (SOXX), que acompanha o desempenho do ICE Semiconductor Index.