Smart Fit (SMFT3) negocia aquisição da Velocity e pode se consolidar no segmento dos estúdios fitness

Negócio estaria estimado em R$ 180 milhões e envolveria as 71 lojas das redes Velocity e Kore

A Smart Fit (SMFT3) confirmou que está negociando a compra da Velocity. Trata-se de uma rede de estúdios fitness, com 71 unidades e duas marcas principais. Uma é o próprio Studio Velocity, de spinning; e a outra é o Studio Kore, de treinos de alta intensidade.

A negociação foi confirmada em resposta da Smart Fit a um pedido de esclarecimento feito pela B3, que questionou a empresa sobre as notícias de que estava na iminência de fechar a compra da Velocity por R$ 180 milhões.

A SMFT3 ponderou, no entanto, que a transação ainda está sujeita à negociação de suas condições contratuais.

Negócio é positivo e fortalece SMFT3 no segmento de estúdios, avalia XP

Para analistas da XP Investimentos, o negócio, se confirmado, seria positivo para as ações da SmartFit, o que leva a corretora a reforçar a recomendação de compra das ações da rede. A empresa que a SMFT3 deseja comprar conta com 71 estúdios, divididos em duas marcas: Velocity, maior rede de spinning; e Kore, de treinos de alta frequência.

De acordo com a análise da XP, a aquisição teria potencial de consolidar a SmartFit como líder do segmento de estúdios de atividade física. Acredita-se que a SMFT3 teria potencial para até cerca de 360 estúdios no Brasil.

“Na nossa visão, o potencial acordo seria positivo, uma vez que expande o alcance da SMFT para um segmento promissor através de uma marca já bem reconhecida e em termos de valuation aparentemente justos, com base na nossa análise de sensibilidade”, escrevem os analistas Danniela Eiger, Gustavo Sugay e Laryssa Sumer.

Fortalecimento do Total Pass

Outro ponto que leva os analistas da XP a aprovarem o negócio diz respeito ao Total Pass, o serviço de treinos por assinatura da SmartFit. Hoje, as unidades da Velocity ofertam seus serviços no concorrente direto da empresa nesse segmento, o Gympass.

“Além disso, acreditamos que a mudança também deve reforçar a proposta de valor da Total Pass, uma vez que a Velocity acrescenta uma marca bem estabelecida numa modalidade em crescimento, que é atualmente oferecida pelo seu concorrente (Gympass)”, afirmam.

Nesta segunda-feira (24), as ações da SmartFit estão cotadas a R$ 22,07. O preço-alvo estabelecido pela XP é de R$ 31,00 no final de 2024.

Visão de Líder

Edgar Corona, CEO da SmartFit, foi entrevistado em abril no Visão de Líder, o videocast da Inteligência Financeira. Na entrevista, Corona afirmou que seu modelo de gestão privilegia manter o caixa alto e mira a expansão da rede pela América Latina.

“A gente sempre trabalha com caixa alto na Smart Fit, porque a primeira coisa que quebra a empresa é o financeiro, não o econômico. Então, eu sempre olhei para o caixa, sempre trabalhei com caixa bastante confortável. Nossos gastos e endividamentos não são muito altos. Se tiver uma boa oportunidade [podemos] fazer uma expansão um pouco mais pujante”, afirma.

“Temos 270 lojas, 160 mais fora do Brasil e que já representam 53% da receita do grupo. E todas na América Latina. Nem todas em modelo de franquia. Mas todos os locais têm uma área de expansão imobiliária que a gente trabalhou muito, através de dados, de possível geração de receita, para entender onde estão as melhores oportunidades. Então, cada cada país tem uma área de expansão”, completa.

Abaixo você assiste a íntegra da entrevista de Edgar Corona para a Inteligência Financeira:

Leia a seguir

Leia a seguir