Brex, fintech de jovens bilionários brasileiros, abandona estrutura de dois CEOs

Henrique Dubugras e Pedro Franceschi terão papéis diferentes a partir de agora

Henrique Dubugras e Pedro Franceschi começaram a trabalhar juntos quando tinham apenas 16 anos, quase 12 anos atrás. Fundaram a fintech Pagr.me, que depois foi vendida para a Stone, e posteriormente criaram a Brex. Desde o início, adotaram uma estrutura de dois CEOs, Dubugras atuando como um “CEO externo”, falando com investidores, grandes clientes e outros contrapartes, e Franceschi como um “CEO interno”, cuidando da operação propriamente dita.

Agora, a Brex informou que está abandonando a estrutura de dois CEOs e que Dubugras se tornará presidente do conselho de administração, enquanto Franceschi se tornará o único CEO a partir de agora.

“Cada um de nós tinha as suas próprias responsabilidades, mas como bons cofundadores e co-CEOs, tomamos muitas decisões juntos. Isso funcionou extremamente bem quando éramos menores, mas tornou-se naturalmente mais difícil à medida que crescemos. À medida que as organizações se tornam maiores e mais complexas, é cada vez mais importante esclarecer a responsabilidade e a propriedade”, escreveu Dubugras.

Brex: potencial IPO?

Segundo ele, a nova estrutura deve levar a um modelo de tomada de decisão mais ágil, à medida em que a companhia começa a se aproximar de um eventual IPO.

“Pedro continuará administrando o negócio da mesma forma que tem feito nos últimos seis anos, só que com mais agilidade. Manterei muitas das minhas responsabilidades externas e, a partir do meu novo ponto de vista, ajudarei o Pedro a tornar-se um líder e CEO ainda mais bem-sucedido”, explicou Dubugras.

Em um relato pessoal, Dubugras deixou claro que ele e Franceschi são mais do que parceiros de negócios, são “melhores amigos”.

“Tivemos a sorte de nos conhecermos desde muito jovens e crescermos juntos – profissionalmente e pessoalmente – ao longo da última década. Construímos uma empresa juntos, mudamos juntos para os EUA para fazer faculdade, construímos outra empresa juntos, moramos juntos, construímos um grupo de amigos juntos e o Pedro até oficializou meu casamento no ano passado”, escreveu.

O casamento de Dubugras, no ano passado, foi uma cerimônia gigantesca que fechou a ilha de e causou burburinho nas redes sociais, com muitos convidados milionários e famosos.

A fortuna de Dubugras e Francechi é estimada em mais de R$ 4,4 bilhões cada.

Com informações do Valor Econômico

Leia a seguir

Leia a seguir