Ao lado de Lula, CEO da Volks anuncia mais R$ 9 bi em investimentos até 2028 para lançar 16 novos carros

Executivo-chefe da Volks no Brasil, Ciro Possobom diz tratar-se do maior investimento pós-pandemia de uma montadora no país

O CEO da Volkswagen no Brasil, Ciro Possobom, anunciou nesta sexta-feira, 2, que a empresa investirá R$ 16 bilhões e lançará 16 novos carros no mercado até 2028. Ele deu as declarações na fábrica da montadora em São Bernardo do Campo, em cerimônia com a participação do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva.

“Aos R$ 7 bilhões já anunciados até 2026, vamos adicionar R$ 9 bilhões aqui no Brasil“, declarou o executivo. “É o maior investimento pós-pandemia de uma montadora no país”, disse ele.

Segundo Possobom, a marca é a que mais “cresce, acredita e investe no Brasil”. De acordo com ele, os novos carros que serão lançados serão flex, híbridos e 100% elétricos.

O executivo agradeceu a ação do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e também acenou a sindicalistas, uma base tradicional de Lula.

Segundo Possobom, o investimento anunciado “reforça a confiança da nossa marca no Brasil, o respeito pelos nossos colaboradores, e a nossa excelente relação com os sindicatos, que fecharam o acordo no final de 2023 fundamental para a concretização desses nossos investimentos”.

O presidente da Volkswagen na América Latina, Alexander Seitz, afirmou que o investimento de R$ 16 bilhões da empresa no Brasil até 2028 mostra a “confiança institucional” que a companhia tem no País. De acordo com Seitz, o investimento está alinhado à estratégia global do grupo em se tornar uma empresa neutra em carbono até 2050.

“Estamos dando sinais claros da nossa confiança institucional nesse país e, mais do que isso, no potencial de crescimento da indústria (brasileira)”, declarou Seitz em cerimônia de anúncio do novo ciclo de investimentos da Volkswagen do Brasil.

Antes dos discursos começarem, Lula e o vice-presidente da República, Geraldo Alckmin, desfilaram em um carro aberto da Volkswagen dentro da fábrica. São Bernardo do Campo, onde fica a planta da montadora, é o berço político de Lula. Ele emergiu para o cenário nacional como dirigente do sindicato dos metalúrgicos, a categoria que efetivamente monta os carros dentro das fábricas

Com informações do Estadão Conteúdo