Natura (NTCO3) tem prejuízo líquido de R$ 652,4 milhões no 1º trimestre, aumento de 1,4%

O lucro antes de juros impostos, depreciação e amortização ficou em R$ 760 milhões no 1o. tri, alta de 47,4% ante o número do mesmo período de 2022

A Natura teve prejuízo líquido de R$ 652,4 milhões no primeiro trimestre de 2023, aumento de 1,4% sobre a perda líquida de R$ 643,1 milhões em igual período de 2022, segundo demonstrações financeiras enviadas à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta terça-feira. Os valores referem-se aos atribuídos aos acionistas controladores.

A receita líquida totalizou R$ 8,021 bilhões no período de janeiro a março deste ano, redução de 2,8% sobre a receita de R$ 8,253 bilhões em igual período de 2022.

O lucro antes de juros impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ficou em R$ 760,4 milhões no primeiro trimestre deste ano, aumento de 47,4% ante o Ebitda de R$ 515,8 milhões no mesmo período de 2022.

A margem Ebitda ajustada subiu de 7,2% para 10,5%.