Morning call: dado oficial de inflação e outros três assuntos importantes que você precisa saber

Saiba os principais assuntos com os quais o investidor pode tomar decisões mais assertivas. Confira agora

O morning call indica que o principal assunto desta quarta-feira é o índice considerado oficial de inflação. A taxa de junho do IPCA será divulgada pelo IBGE a partir das 9h.

Assim, ainda hoje a partir das 11h ocorre o discurso de Jerome Powell, presidente do Fed (Federal Reserve, o banco central norte-americano), no Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Estados Unidos.

Mas há mais assuntos que você precisa acompanhar antes da abertura dos mercados nesta quarta-feira. Vamos a eles?

Morning call: no que prestar atenção

Projetos autorizados

O ministério dos Transportes afirmou nesta terça-feira (9) que a portaria com regras para debêntures sai na semana que vem. De acordo com dados da pasta, seis projetos subnacionais e quatro federais de debêntures incentivadas foram autorizados. Quer saber os valores? Clique aqui.

Jerome Powell

Então, nesta quarta-feira Powell fala no Comitê de Serviços Financeiros da Câmara.

Na terça, ele falou ao Comitê Bancário do Senado americano e disse algo como: as condições atuais ainda não permitem o início do ciclo de corte de juros nos Estados Unidos. Mas os dados de inflação mostram um progresso modesto. Confira mais detalhes do discurso do dirigente.

Dois elogios: para Embraer e Arezzo

O Citi, em relatório, elogiou a Embraer (EMBRE3). Para o banco, a empresa deve alcançar metas operacionais e de entrega. Enquanto isso, a XP anunciava, também em relatório, que a Arezzo &Co (ARZZ3) vai se beneficiar de lançamento de nova coleção masculina na Reserva.

Como fechou a bolsa de valores brasileira

O Ibovespa completou sete sessões consecutivas de altas nesta quarta, na medida em que investidores continuam retirando prêmios de risco dos ativos locais e buscando papéis descontados na bolsa.

Em sessão com liquidez limitada por conta de feriado em São Paulo, investidores analisaram o depoimento do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, ao Comitê Bancário do Senado americano.

No fim do dia, o índice subiu 0,44%, aos 127.108 pontos. Na mínima intradiária, tocou os 125.937 pontos, e, na máxima, os 127.295 pontos.

O volume financeiro negociado na sessão (até as 17h15) foi de R$ 12,34 bilhões no Ibovespa e R$ 16,24 bilhões na B3 .

Como fecharam as bolsas nos Estados Unidos

Com os participantes do mercado atentos aos sinais emitidos pelo presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, ao ser sabatinado no Senado dos Estados Unidos, as bolsas em Nova York terminaram a sessão perto da estabilidade.

Embora com oscilações entre margens estreitas, a alta dos índices S&P 500 e Nasdaq foi suficiente para levar os indicadores a novas máximas históricas de fechamento, em uma sessão marcada pela boa performance do setor financeiro, diante de sinais de Powell sobre mudanças na regulação bancária.

Em Wall Street, o índice Dow Jones fechou em queda de 0,13%, aos 39.291,97 pontos; e o S&P 500 anotou alta de 0,07%, a 5.576,98 pontos. Já o índice eletrônico Nasdaq subiu 0,14%, aos 18.429,29 pontos.

Como fecharam as bolsas na Ásia

Os principais índices acionários da Ásia encerraram o dia sem uma direção única, ao passo que os agentes avaliavam os últimos dados de inflação da China e do Japão.

Na China continental, o índice Xangai Composto caiu 0,70%, para 2.939,36 pontos.

A inflação ao consumidor de junho da China permaneceu morna, subindo 0,2% na base anual, ante expectativa de 0,4%, enquanto os preços de fábrica continuaram caindo, apontando para uma demanda persistentemente fraca, apesar dos esforços de Pequim para estimular o consumo.

As ações de energia e do setor imobiliário lideraram as perdas. A SinoPec Corp. caiu 1,8% e o Yankuang Energy Group caiu 6,8%.

Hong Kong

Já em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 0,3%, para 17.471,67 pontos, também pressionado pelo setor energético. A PetroChina caiu 2,9% e a Cnooc teve queda de 3,5%.

Por sua vez, o índice Kospi, da bolsa de Seul, ficou estável em 2.867,99 pontos. As ações de construção naval e defesa tiveram destaque. A construtora de navios HD Hyundai Mipo subiu 4,5% e a Hanwha Aerospace ganhou 1,8%.

Tóquio

Em Tóquio, o índice Nikkei subiu 0,60%, para 41.831,99 pontos, em um novo recorde de alta. As ações financeiras lideraram os ganhos, em parte devido às expectativas de aumentos das taxas do Banco do Japão (BoJ), após dados mostrarem que o índice de preços de bens corporativos do Japão subiu para 2,9% em junho, acelerando dos 2,6% registrados no mês anterior. A Sumitomo Mitsui Trust Holdings subiu 2,2% e a Dai-ichi Life Holdings ganhou 1,8%.

Na Índia, por volta das 6h55 (de Brasília), o índice Sensex caía 0,47%, a 79.957,00 pontos, liderado por ações financeiras em meio à cautela antes da temporada de balanços domésticos. O Kotak Mahindra Bank caía 1,0% e o Axis Bank caía 0,8%.

Com informações do Valor Econômico

Leia a seguir

Leia a seguir