IRB (IRBR3) aprova grupamento de ações na proporção de 30 por 1

As ações da companhia vêm sofrendo após a capitalização de R$ 1,2 bilhão realizada no início de setembro

O IRB Brasil Resseguros (IRBR3) informou na noite de quinta-feira que em assembleia geral extraordinária da empresa foi aprovado grupamento da totalidade das 2,46 bilhões de ações ordinárias de emissão da companhia, na proporção de 30 ações convertidas em uma, sem modificação do capital social.

Depois da efetivação do grupamento, o capital social da companhia permanecerá em R$ 5,43 bilhões, mas passará a ser dividido em 82,2 milhões de ações ordinárias e uma ação preferencial de classe especial de titularidade da União.

As ações do IRB vêm sofrendo também após a capitalização de R$ 1,2 bilhão realizada no início de setembro. Na operação, o preço do papel foi estabelecido em R$ 1, valor quase 60% abaixo do fechamento no pregão imediatamente anterior à oferta.

Com isso, o papel passou a recuar no mercado secundário para convergir ao preço estabelecido na capitalização. Por volta das 10h30, o papel era negociado a R$ 0,96.

Quando uma ação negocia abaixo de R$ 1 por 30 pregões consecutivos é considerada uma “penny stock” pela B3, ou seja, uma “ação de centavos”. A companhia precisa tomar providências para recuperar a cotação, como, por exemplo, realizando um grupamento de papéis.

“O objetivo do grupamento ora proposto é, portanto, aumentar a cotação unitária das ações de emissão da companhia, mediante diminuição do número total de ações emitidas, em linha com as regras de registro de emissores da B3. A administração da companhia entende que o fator de grupamento proposto resultará em uma cotação adequada para a negociação das ações, considerando as características do mercado de valores mobiliários brasileiro”, diz o IRB.