IRB (IRBR3) vai pagar US$ 5 milhões para encerrar escândalo envolvendo Buffett

A companhia fechou acordo com o Departamento de Justiça dos EUA

O IRB (IRBR3) informou que celebrou com o Departamento de Justiça (DoJ, na sigla em inglês) do governo dos Estados Unidos um “non-prosecution agreement”, que tem como assunto principal a informação inverídica de que a Berkshire Hathaway integraria a base acionária da resseguradora brasileira, divulgada em território americano entre fevereiro e março de 2020.

O IRB pagará US$ 5 milhões a título de compensação.

“O acordo não prevê o pagamento de qualquer multa pecuniária e/ou o desembolso de outros valores com relação aos fatos em exame. Em função da assinatura do acordo, a companhia continuará a cooperar com o DOJ e aprimorar suas práticas de controles internos, governança e conformidade, submetendo-se ao acompanhamento e reporte periódico por um período de até três anos”, diz a companhia.

Em 2020, após a gestora Squadra apontar fragilidades no balanço do IRB, executivos tentaram mostrar a solidez da companhia e afirmaram que a Berkshire Hathaway, do bilionário investidor Warren Buffett, faria parte da da resseguradora, o que depois acabou se mostrando uma mentira.

Leia a seguir

Leia a seguir