Mercado hoje: Ibovespa fecha em alta de 2,75% com possibilidade de Persio Arida compor Ministério com Haddad

Negociações em torno da PEC da Transição e possibilidade de Persio Arida integrar o governo Lula animam investidores

O Ibovespa fechou em forte alta nesta quinta-feira (24), em dia de liquidez reduzida. O principal índice da B3 foi impulsionado pelo avanço dos papéis de commodities, bancos e ligados à economia local.

O adiamento da apresentação da “PEC de Transição”, na véspera, trouxe alívio, com a expectativa de que o texto seja desidratado.

Especulações sobre a formação da equipe de governo voltaram a impactar os ativos, com rumores de que o ex-ministro, Fernando Haddad, cotado para assumir o Ministério da Fazenda, estaria disposto a trabalhar com Persio Arida, um dos idealizadores do Plano Real.

O Ibovespa subiu 2,75%, aos 111.831 pontos

O pregão teve liquidez reduzida por conta do jogo estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo do Catar e do feriado do Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos.

O alívio observado nos mercados financeiros desde o início do pregão, por conta das dificuldades que o governo eleito tem encontrado para avançar com a negociação da PEC da Transição, se mostrou ainda mais forte neste fim de manhã. O Ibovespa subiu às máximas com rumores de que o economista Pérsio Arida pode integrar o governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Relatos que circulam no mercado dão conta de que o ex-ministro Fernando Haddad, considerado o favorito para assumir o Ministério da Fazenda no futuro governo, tem sinalizado nos bastidores disposição em trabalhar com Arida, que integra o governo de transição. As apostas são de uma dobradinha com Arida na Secretaria–Executiva da Fazenda ou no comando do Ministério do Planejamento.

Adicionalmente, desde a abertura do pregão, o novo adiamento da apresentação do texto da PEC da Transição, que, na visão de analistas, pode significar certa dificuldade de articulação do governo eleito, trazia um viés positivo para os ativos. Isso porque, caso o Executivo tenha que buscar os recursos via medida provisória, a expectativa é que os valores que ficarão fora do teto de gastos sejam menores.

De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal “O Globo”, caso o Congresso imponha o limite de apenas um ano para o valor do auxílio ficar acima do teto, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pode editar uma medida provisória em seu primeiro dia como presidente empossado prevendo o limite de 12 meses, mas sem a necessidade de ficar refém do Congresso. Para isso, diz o colunista, Lula já teve aval de ministros do TCU.

Dólar cai 1,18% e fecha a R$ 5,31

O dólar fechou em queda firme nesta quinta-feira, em dia de menor liquidez devido ao feriado de Ação de Graças nos EUA.

Na cena interna, o foco seguiu sendo o noticiário fiscal e ligado à formação da equipe econômica. O adiamento da apresentação da “PEC de Transição”, na véspera, gerou alívio, com a expectativa de que o texto seja desidratado.

O dólar caiu 1,18%, negociado a R$ 5,31, após atingir a mínima de R$ 5,2996.

Persio Arida no radar de Haddad

O alívio relevante observado nos mercados financeiros desde o início do pregão se mostrou ainda mais forte neste fim de manhã.

O dólar e os juros futuros foram às mínimas do dia e o Ibovespa subiu às máximas com a possibilidade de que o economista Persio Arida possa integrar o governo do presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Relatos que circulam no mercado dão conta de que o ex-ministro Fernando Haddad, considerado o favorito para assumir o Ministério da Fazenda no futuro governo, tem sinalizado nos bastidores disposição em trabalhar com Arida, que integra o governo de transição.

As apostas são de uma dobradinha com Arida na Secretaria-Executiva da Fazenda ou no comando do Ministério do Planejamento.

Lula pode editar MP para estender PEC

De acordo com o colunista Lauro Jardim, do jornal “O Globo”, caso o Congresso imponha o limite de apenas um ano para o valor do auxílio ficar acima do teto, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pode editar uma medida provisória em seu primeiro dia como presidente empossado prevendo o limite de 12 meses, mas sem a necessidade de ficar refém do Congresso. Para isso, diz o colunista, Lula já teve aval de ministros do TCU.

Ministérios e PEC

Diante das resistências no Congresso em relação ao prazo de quatro anos para a exclusão do Auxílio Brasil do teto de gastos e ao volume de recursos à disposição, articuladores do PT tentam desvincular as negociações para a aprovação da PEC da Transição das tratativas em relação à Esplanada dos Ministérios.

A avaliação de parlamentares experientes é de que o texto final da proposta não virá a público antes que Lula articule, pessoalmente, o tamanho da futura base governista. 

Inflação

Diante do cenário de indefinição da política econômica do futuro governo e da forte pressão altista nos juros futuros, o mercado deve se atentar também ao IPCA-15.

A prévia da inflação para o mês de novembro subiu 0,53%, em linha com a expectativa do mercado, que projetava uma alta de 0,54%.

Exterior

Com a ausência dos mercados em Nova York devido ao feriado do Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos e com o jogo da Seleção Brasileira na Copa do Mundo do Catar durante a tarde, a etapa vespertina dos negócios deve ser afetada, em particular.

Lá fora, há pouco, o dólar subia 0,03% ante o peso mexicano; avançava 0,52% em relação ao rand sul-africano; e tinha alta de 0,05% na comparação com a rupia indiana.