Voa Brasil: saiba quem poderá comprar passagem aérea a R$ 200

O programa de barateamento de bilhetes deve estar disponível na primeira quinzena de fevereiro

O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, disse na terça (9) que o programa Voa Brasil deve estar disponível na primeira quinzena de fevereiro. O objetivo da iniciativa é baratear passagens aéreas. Dessa forma, o programa terá passagens por até R$ 200.

Além disso, deve alcançar, de início, aposentados do INSS e estudantes do Prouni (Programa Universidade para Todos) que não viajaram de avião nos últimos 12 meses.

De acordo com o ministro, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) pode entrar na operação para oferecer crédito às companhias aéreas “para investimentos”.

Ele não deixou claro, contudo, se a instituição de fomento poderia subsidiar o barateamento das tarifas previsto no programa.

Em um primeiro momento, o Voa Brasil atenderá aposentados que ganham até dois salários mínimos. Tal grupo tem hoje por volta de 20 milhões de pessoas. Já estudantes do Prouni totalizando aproximadamente 600 mil.

A quantidade de passagens previstas na primeira fase do programa deve ser anunciada pelo governo no dia do lançamento. Segundo Costa Filho, a negociação com as aéreas está “bem alinhada” quanto ao Voa Brasil.

Em 18 de dezembro, ao lado do ministro, o presidente da Azul, John Rodgerson, havia anunciado a oferta de 10 milhões de assentos por até R$ 799.

Já o presidente da Gol, Celso Ferrer, falou em 15 milhões de assentos por até R$ 699.

Jerome Cadier, da Latam, prometeu promoções semanais com um destino com bilhetes sempre abaixo de R$ 199.

Com informações do jornal O Estado de S. Paulo/Estadão Conteúdo