Tesouro: Dívida Pública Federal total sobe 0,46% e alcança R$ 5,778 tri em outubro

A Dívida Pública Mobiliária Federal Interna (DPMFi) alcançou R$ 5,528 trilhões em outubro, alta de 0,6%

A Dívida Pública Federal (DPF) alcançou R$ 5,778 trilhões em outubro, conforme divulgado nesta sexta-feira pelo Tesouro Nacional. O número representa alta de 0,46%, sempre em relação a setembro.

Considerando os números do Plano Anual de Financiamento (PAF), em setembro a DPF ficou fora dos limites, que variam entre R$ 6 trilhões e R$ 6,4 trilhões no ano.

Já a Dívida Pública Mobiliária Federal Interna (DPMFi) alcançou R$ 5,528 trilhões em outubro, alta de 0,6%.

Por sua vez, a Dívida Federal Externa somou R$ 250 bilhões (US$ 47,55 bilhões) no mês passado, queda de 2,53%.

No mês passado, as emissões da DPF corresponderam a R$ 101,41 bilhões, enquanto os resgates somaram R$ 110,52 bilhões, o que resultou em resgate líquido de R$ 9,11 bilhões. Desse total líquido, R$ 8,34 bilhões referem-se a resgate líquido da Dívida Pública Mobiliária Federal Interna (DPMFi) e R$ 770 milhões referem-se a resgate líquido de Dívida Pública Federal Externa.

O percentual vincendo em 12 meses ficou em 22,37% da DPF em outubro, contra 23,96% em setembro.

O prazo médio da dívida fechou o mês passado em 4,03 anos, contra 4,02 anos em setembro.

Considerando a metodologia “Average Term to Maturity”, que permite melhor comparação do Brasil com outros países, a vida média da DPF passou de 7,31 anos em setembro para 7,24 anos no mês passado.