BofA eleva projeção para juro do Fed e é o terceiro banco a projetar taxa terminal de 5,5%

Surpresas nos números da inflação ao consumidor e produtor em janeiro justificam a revisão, diz o banco

O Bank of America (BofA) revisou sua projeção para a taxa de juros do Federal Reserve (Fed) nos EUA, e agora projeta juro terminal de 5,25% a 5,5% após incluir mais uma alta de 0,25 ponto percentual (p.p.), segundo relatório assinado pelo economista-chefe para EUA do banco, Michael Gapen.

Segundo ele, as surpresas nos números da inflação ao consumidor (CPI) e produtor (PPI) em janeiro justificam a revisão. O BofA é o terceiro grande banco a revisar sua projeção para juro terminal de 5,5%, após Barclays e Goldman Sachs.

Fatores sazonais impulsionaram inflação

Segundo Gapen, a força vista nos dados de emprego e vendas no varejo de janeiro se deu por conta de fatores sazonais. No entanto, a alta robusta nos preços não pode ser ignorada e indica que o índice de preços de gastos com consumo (PCE) – medida inflacionária preferida do Fed – de janeiro também deve vir forte.

Por isso, Gapen afirma que o BofA revisou também sua projeção para o PCE, e agora espera alta anual de 3% no índice cheio em 2023, e de 2,9% no núcleo, que exclui itens voláteis como energia e alimentos.

Diante da esperada redução lenta da inflação e da resiliência do mercado de trabalho americano, Gapen diz que os riscos de uma terceira alta de juros em junho aumentaram. “Para equilibrar esses riscos, estamos adicionando uma alta de 0,25 p.p. em junho à nossa projeção. Isso aumentaria a taxa terminal para 5,25 a 5,5%. Mantemos nosso primeiro corte de juros em março de 2024”, conclui.