PIB dos EUA cresce abaixo das projeções no 2º trimestre, mostra revisão

Já no mercado de trabalho, a abertura de vagas no setor privado desacelerou em agosto

O Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos cresceu ao ritmo anualizado de 2,1% no segundo trimestre de 2023, de acordo com a segunda estimativa divulgada nesta quarta-feira (30) pelo Departamento de Comércio do país.

O resultado ficou abaixo da projeção de analistas consultados pela FactSet, de alta anualizada de 2,6%.

No primeiro trimestre, o PIB americano havia mostrado expansão anualizada de 2,0%.

O Departamento do Comércio informou também que o índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) subiu à taxa anualizada de 2,5% no segundo trimestre, enquanto o núcleo do PCE avançou 3,7%.

Houve revisão para baixo de 0,1 ponto porcentual nos dois casos, na comparação com a primeira leitura do dado.

No primeiro trimestre, as altas do PCE e do núcleo haviam sido estimadas em 4,1% e 4,9%, respectivamente.

O PCE é a medida de inflação preferida do Federal Reserve (Fed).

Vagas no setor privado

O setor privado dos Estados Unidos criou 177 mil empregos em agosto, segundo pesquisa com ajustes sazonais também divulgada nesta quarta pela ADP.

O resultado ficou abaixo da expectativa de analistas consultados pela FactSet, de geração de 200 mil postos de trabalho.

A pesquisa da ADP, que adotou nova metodologia no ano passado, também mostrou que os salários no setor privado tiveram expansão média anual de 5,9% em julho.

Segundo a nota da ADP, a desaceleração foi causada principalmente pelos componentes de lazer e hospitalidade.

Com informações do Estadão Conteúdo