Nubank expande atuação em seguros e lança apólice para residências

Apólice protege contra eventos como incêndio, roubos e tempestades

O Nubank está expandindo atuação no mercado de seguros, área em que a fintech tem até uma lista de espera. O banco digital anuncia nesta quinta-feira (10) seu primeiro seguro residencial, em parceria com a Chubb, maior seguradora de propriedade e responsabilidade civil de capital aberto do mundo.

O produto recebeu o nome de “Nubank Lar Seguro” e oferece cobertura que pode ser ajustada as necessidades individuais dos correntistas.

A apólice protege contra eventos como incêndio, perda de aluguel, roubo, danos elétricos e tempestades. Há também uma rede de serviços para cuidar de casos como vazamentos, reparos em sistemas elétricos, chaveiros e instalações.

O seguro residencial ainda é pouco usado no Brasil. Estudo de 2021 realizado pela Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg) mostra que apenas 17% dos domicílios no Brasil possuem seguro residencial.

Outros produtos

Em parceria com a Chubb, o Nubank já tem os seguros de vida, celular e um produto que oferece proteção a empréstimos pessoais.

O banco digital também tem uma apólice para automóveis, atualmente disponível em cidades da região Sul, como Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre. Gradualmente, será expandido para outras regiões e há até uma lista de espera para os interessados em ter a apólice.

Espaço para crescer

A cofundadora do Nubank, Cristina Junqueira, disse em palestra na quarta-feira que o banco ainda tem muito espaço para crescer em áreas como seguros, investimentos e empréstimos pessoais, onde começou a atuar mais recentemente e ainda tem fatia pequena, na casa dos 1% a 4%, dependendo do produto.

Junqueira observa que atualmente, o consumidor é muito mais livre e seu poder de decisão mudou muito. “Ele pode fazer escolhas muito mais rápidos com custo de mudança muito mais baixo. Por isso é importante merecer este cliente.”

No banco digital, todos os seguros podem ser contratados por meio do aplicativo.

Com informações do Estadão Conteúdo