Morning call: desempenho de segunda será um ‘esquenta’ para o restante da semana?

Bolsa fechou a segunda-feira com avanço de 1,11% e retomou os 117 mil pontos

A tônica da semana e a promessa de um setembro melhor? A bolsa de valores fechou em alta nesta segunda-feira e avançou 1,11%, retomando, assim, os 117 mil pontos. Os próximos dias, a contar de hoje, vão indicar se o movimento permanecerá ou não como uma característica.

A terça-feira apresenta dois indicadores importantes a serem divulgados. O primeiro é a sondagem da indústria, conjunto de informações coletado pelo Ibre da FGV. Também hoje ocorre a divulgação do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o Caged do Ministério do Trabalho.

A semana transcorre com o mercado de olho na sexta-feira, quando o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga o PIB relativo ao segundo trimestre do ano. E como ocorre todos os dias, a bolsa brasileira fica de olho no desempenho de seus pares na Ásia. Vamos ao fechamento por lá?

Fechamento das bolsas asiáticas

Os mercados acionários da Ásia registraram ganhos nesta terça-feira.

A Bolsa de Xangai estendeu ganhos do pregão anterior, ainda com o sentimento dos investidores apoiado por medidas de apoio à atividade adotadas nos últimos dias por Pequim. Não havia, porém, euforia e o noticiário econômico do local era monitorado, com dificuldades do setor imobiliário ainda no radar.

Bolsa de Xangai

A Bolsa de Xangai fechou em alta de 1,20%, em 3.135,89 pontos, e a de Shenzhen, de menor abrangência, subiu 2,69%, a 2.041,56 pontos.

O Mizuho Bank considerou que o quadro em Xangai refletia certo alívio sobre a economia da China, sem uma grande crise de confiança como risco agora.

Ao mesmo tempo, analistas em geral apontam para ânimo contido no país. O setor imobiliário segue em foco e a Reuters reportou que a Country Garden buscava com credores mais prazo para o pagamento de um bônus.

Entre ações em foco em Xangai hoje, as de softwares e do setor automotivo puxaram ganhos, com Beijing Kingsoft Office Software em alta de 6,1% e iFlytek, de 1,4%. BYD ganhou 4,75%, após balanço forte no fim da segunda-feira.

Índice Nikkei

O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, registrou ganho de 0,18%, a 32.226,97 pontos. Ações de varejo e do setor imobiliário estiveram entre os destaques. Pan Pacific International subiu 3,5% e Mitsubishi Estate, 2,0%.

Índice Kospi

Em Seul, o índice Kospi fechou em alta de 0,34%, em 2.552,16 pontos. Ações ligadas à internet também se saíram bem na bolsa sul-coreana, bem como as de transportadoras marítimas. O sentimento foi apoiado pelos ganhos de ontem em Nova York, e ainda pelo fato de que a China cortou uma tarifa para negociações em bolsas. Entre as transportadoras marítimas, Hanwha Ocean e Hyundai Mipo Dockyard subiram 6,9% e 4,0%, respectivamente.

Hong Kong

Em Hong Kong, o índice Hang Seng registrou ganho de 1,95%, a 18.484,03 pontos, também sustentado por medidas recentes de Pequim para apoiar a atividade e seus mercados. Entre ações em foco, Country Garden Holdings subiu 12% e Longfor Group, 6,05%. Em Taiwan, o Taiex subiu 0,69%, a 16.623,65 pontos.

E na Oceania?

Na Oceania, em Sydney o índice S&P/ASX 200 fechou em alta de 0,71%, em 7.210.50 pontos, terminando na máxima do dia. Ações de mineradoras puxaram o movimento para cima. O setor de tecnologia local, por outro lado, registrou baixa modesta, de 0,3%.

Com informações da Dow Jones Newswires e Estadão Conteúdo.