Nos EUA, inflação PCE e núcleo sobem 0,2% em junho ante maio, ambos como previsto

Índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) dos EUA avançou 0,2% em junho ante maio. Na comparação anual, a alta foi de 3,0%

O índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês) dos EUA avançou 0,2% em junho ante maio, informou nesta sexta-feira (28) o Departamento do Comércio do país, em linha com a projeção de analistas consultados pela FactSet.

Na comparação anual, a alta foi de 3,0%, desacelerando em relação ao aumento anual de 3,8% no mês anterior e também em linha com as estimativas.

Já o núcleo do PCE, que exclui itens voláteis como alimentos e energia, teve crescimento de 0,2% no mês passado ante o anterior, em linha com as projeções. O crescimento anual desacelerou de 4,6% no mês passado para 4,1% no mesmo período, confirmando as estimativas do FactSet. O PCE é a medida de inflação preferida pelo Federal Reserve (Fed).

Sentimento do consumidor sobe em julho, mas frustra previsão

O índice de sentimento do consumidor nos Estados Unidos, elaborado pela Universidade de Michigan, avançou de 64,4 em junho a 71,6 em julho na leitura final deste mês, informou a própria instituição nesta sexta-feira, 28. Analistas ouvidos pela FactSet previam alta maior, para 72,6.

Este foi o segundo aumento consecutivo, e o dado atingiu maior nível desde outubro de 2021. As expectativas para a inflação em 12 meses subiram de 3,3% em junho a 3,4% em julho. Já para o intervalo de cinco anos, as expectativas de inflação se mantiveram em 3,0%.

Esta é a 23ª leitura das últimas 24 que registrou a projeção dentro da faixa de 2,9% a 3,1%.