Focus: projeção para a inflação em 2023 volta a subir, de 5,93% para 5,96%

Elevação ocorre mesmo após o governo apresentar a proposta do novo Arcabouço Fiscal

O novo boletim Focus, divulgado nesta segunda-feira (3) pelo Banco Central, mostra que os agentes do mercado financeiro pioraram a expectativa para a inflação oficial do país no final de 2023. Depois de baixar no relatório anterior, a projeção para o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) passou agora de 5,93% para 5,96%.

As estimativas para 2024 e 2025 foram mantidas em 4,13% e 4%, respectivamente. A meta de inflação perseguida pelo BC é de 3,25% em 2023, e 3,00% em 2024, sempre com margem de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

A elevação da projeção para o IPCA em 2023 ocorre mesmo após o governo apresentar a proposta do novo Arcabouço Fiscal. A medida visa equilibrar os gastos públicos e impedir o crescimento desenfreado da dívida pública.

A nova regra fiscal elaborada pelo governo também não afetou o panorama para a Selic no encerramento de 2023. O Focus aponta que a perspectiva para os juros básicos da economia permaneceu em 12,75%. A taxa atualmente está em 13,75% ao ano.

O relatório indica ainda a manutenção das estimativas para 2024 e 2025: 10% e 9%, respectivamente.

No cenário para o PIB, a projeção para o crescimento da economia em 2023 ficou em 0,90%. Houve, no entanto, uma melhora nas estimativas para o avanço da atividade em 2024 (de 1,40% para 1,148%) e 2025 (1,71% para 1,80%).

As projeções para o câmbio foram mantidas em 2023 e nos próximos dois anos: em R$ 5,25, R$ 5,30 e R$ 5,30, respectivamente.

Leia a seguir

Leia a seguir