Dow Jones cai pela segunda semana consecutiva à medida que crescem os temores de recessão nos EUA

O S&P 500 caiu 2,08% na semana e 5,58% no mês de dezembro, com as esperanças de um rali de fim de ano

Nas bolsas de Nova York, as ações caíram na sexta-feira (16), com os investidores temendo uma recessão no próximo ano por causa do aumento implacável das taxas de juros pelo Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA).

O Dow Jones perdeu 281,76 pontos, ou 0,85%, para 32.920,46. O S&P 500 caiu 1,11%, para 3.852,36 pontos. Enquanto isso, o Nasdaq Composite, de ações de tecnologia, caiu 0,97%, para 10.705,41.

Os índices registraram uma segunda semana consecutiva de perdas. O S&P 500 caiu 2,08% na semana e 5,58% no mês de dezembro, com as esperanças de um rali de fim de ano.

A negociação foi especialmente volátil na sexta-feira, com uma grande quantidade de opções expirando. Há US$ 2,6 trilhões em opções de índice vencendo, o valor mais alto “em relação ao tamanho do mercado de ações em quase dois anos”, de acordo com o Goldman Sachs. Nas baixas da sessão, o Dow caiu até 547,63 pontos, antes de reduzir algumas dessas perdas.

A liquidação foi ampla, com apenas 10 nomes no S&P 500 negociando em território positivo. Os setores imobiliário e de consumo discricionário foram os maiores retardatários, com queda de quase 3% e 1,7%, respectivamente.

Enquanto isso, as ações da Adobe tiveram um desempenho superior, subindo quase 3%, depois que a empresa de software de design divulgou lucros e orientações fiscais do quarto trimestre que superaram as expectativas. As ações da Meta subiram 2,8% depois que o JPMorgan elevou as ações da empresa de mídia social de neutras para “sobreponderação” (quando uma carteira ou um fundo tem uma ponderação percentual numa ação superior à do benchmark ou índice de referência).

As ações caíram esta semana após o aumento de 50 pontos-base da taxa de juros do Fed na quarta-feira – a taxa mais alta em 15 anos. O banco central disse que continuará subindo as taxas até 2023 para 5,1%, um número maior do que o esperado anteriormente.

Após a atualização da política, o Dow caiu 142 pontos na quarta-feira, caiu 764 pontos na quinta-feira e caiu ainda mais nesta sexta-feira.