EUA: mercado vê menor chance de que Fed volte a subir juros este ano após dados de inflação

Estimativas seguem uma sequência de indicadores macroeconômicos que confirmaram a desaceleração da inflação

A curva de juros futuros nos EUA precifica menor chance de que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) volte a subir a taxa básica este ano, conforme indica o monitoramento do CME Group. Os ajustes seguem uma sequência de indicadores macroeconômicos que confirmaram a desaceleração da inflação, mas mostraram consumo resiliente.

Segundo a plataforma, a possibilidade de os juros terminarem o ano na faixa atual (entre 5,25% e 5,50%) caiu de 63,2% na quinta-feira (27), para 61,7% no início da tarde desta sexta-feira (28). Já o risco de que haja um corte acumulado de 25 pontos-base até dezembro avançou de 5,6% para 8,6%.

Por outro lado, a probabilidade de que os juros terminem o ano em nível 0,25 ponto porcentual maior que o de agora recuou de 28,2% para 26,7% em igual base comparativa.