‘Como líder, ficou claro o quanto que flexibilidade, adaptação, conexões e colaboração são importantes’, afirma Felipe Rizzo, da WeWork

O empresário conversou com a equipe da IF sobre suas impressões como líder envolvendo o trabalho durante a pandemia

Quando a pandemia chegou ao Brasil, em março de 2020, e quase que todas as empresas precisaram deixar seus colaboradores em casa, a maioria dos executivos tinha dúvidas se o tal home office daria ou não certo.

Afinal de contas, além do trabalho à distância, muitas pessoas passaram a dividir a rotina profissional com as tarefas escolares dos filhos e também com a rotina doméstica. Então, hoje, pós-pandemia, qual a visão de um líder que passou por este momento?

“Como líder, ficou claro o quanto que a flexibilidade, a velocidade de adaptação, a criação de conexões e a colaboração são importantes”, conta Felipe Rizzo, CEO da WeWork, que é uma empresa que oferece espaços para as pessoas trabalharem. Em entrevista exclusiva para a Inteligência Financeira, o executivo afirma que a época da pandemia foi algo disruptivo.

“Isso porque, ficou visível que tudo bem você, [como líder], ser vulnerável, não saber exatamente o que precisa ser feito. Mas, por outro lado, você não pode sair da sua responsabilidade, de ter que entender aquele conceito [de home office] e estar trabalhando sempre de forma positiva para achar uma solução”, diz o CEO.

Futuro da WeWork

Rizzo comentou também sobre os planos da empresa para os próximos anos. De acordo com ele, a categoria ainda é pouco conhecida. Isso porque, menos de 10% dos escritórios estão em espaços flexíveis. “A grande maioria das empresas aluga um espaço ou tem o seu local próprio. Então, o que a gente vê é que existe uma demanda cada vez maior por essa flexibilidade”, explica.

Portanto, a ideia do executivo é fomentar o mercado como um todo ao apresentar os espaços de trabalho flexíveis. “Desde o finalzinho do ano passado estamos trabalhando em um marketplace de espaços flexíveis”, afirma.

Essa plataforma vai funcionar como os aplicativos para reservar casas, por exemplo. “Basta abrir o celular e selecionar a estação que esteja mais próxima de você. Será possível alugar, por exemplo, uma sala de reunião, uma mesa de trabalho para as próximas duas semanas etc. E tudo isto pago com cartão de crédito”, conta.

O papo não para por aí

Ao longo de toda a conversa com a equipe da IF para o Visão de Líder – Novas Lideranças, o CEO da WeWork falou também sobre a disciplina de se trabalhar no sistema home office ou híbrido, sobre a visão de outras culturas a respeito do trabalho flexível, entre outros assuntos.

Vale muito a pena assistir à entrevista. Eu, se fosse você, não perderia por nada. É só dar o play no vídeo.

Leia a seguir

Leia a seguir