Banco do Brasil processa R$ 3,2 tri em transações de Pix desde o começo do ano

Foram R$ 7 milhões por minuto, em média, no período. Os dados foram divulgados pelo banco nesta segunda-feira

De janeiro deste ano até o domingo (19) o Banco do Brasil processou R$ 3,226 trilhões em transações via Pix.

Foram R$ 7 milhões por minuto, em média, no período. Os dados foram divulgados pelo banco nesta segunda-feira (20). De acordo com o BB, 99% das operações Pix entre clientes foram concluídas em até 0,87 segundo, sendo que metade do total levou menos de 0,31 segundo.

Nas transações entre clientes do banco e de outras instituições, 99% aconteceram em até 3,89 segundos, e metade, em até 1,6 segundo. As metas do Banco Central para o intervalo de realização são de que 99% dos Pix aconteçam em até 10 segundos, e 50%, em até 6 segundos.

Em disponibilidade de sistemas, o BB teve média de 99,97% nos últimos 12 meses, e um índice de 99,99% em outubro, mês em que, de acordo com a instituição, houve recorde de transações por minuto, com 33 mil. A meta do BC é de disponibilidade de 99,5%.

O BB informa que, entre as instituições com a maior quantidade de transações no Pix, foi a única a ter notas máximas em todos os quesitos no ano, e o menor índice de reclamações procedentes. O banco está reforçando a equipe de tecnologia, com a chamada dos aprovados em concurso específico para a área de tecnologia da informação.

Dos mais de 3.000 aprovados, 597 já ingressaram no quadro, e outros 120 devem entrar no próximo mês.

Neste semana, o banco promove em Brasília um evento voltado a tecnologia, a BB Digital Week, em Brasília, entre os dias 21 e 23 de novembro. O evento acontecerá no Centro de Convenções Ulysses Guimarães e, de acordo com o banco, terá 42 painéis de debate e 12 salas com workshops por dia, além de mais de 70 palestras no palco principal.

Com informações do Estadão Conteúdo