Número 2 da Fazenda é eleito como membro do Conselho Fiscal da Vale (VALE3)

Dario Durigan foi indicado pelo governo federal para substituir Gabriel Galípolo

A Assembleia Geral Extraordinária (AGE) da Vale (VALE3) elegeu nesta sexta-feira (22) Dario Durigan, secretário-executivo do Ministério da Fazenda, como membro efetivo do Conselho Fiscal. A indicação é do governo federal, que tem a prerrogativa na condição de detentor único das “golden shares” da empresa.

As “golden shares” são ações preferenciais de classe especial, que garantem direitos especiais, como o de eleger, em votação em separado, um membro do Conselho Fiscal.

Os detentores de ações ordinárias puderam participar da assembleia, mas não votar.

O evento aconteceu sem surpresas e durou apenas cinco minutos.

O vice-presidente executivo de Finanças e Relações com Investidores, Gustavo Pimenta, participou do evento.

Durigan foi indicado para o colegiado da Vale após a renúncia do economista Gabriel Galípolo, atual diretor de Política Monetária do Banco Central (BC), em julho.

No Ministério da Fazenda, onde é o braço direito de Fernando Haddad, Durigan também foi nomeado para ocupar o cargo que era de Galípolo, após a saída do economista em direção ao BC.

Seu mandato no Conselho Fiscal da Vale vai até a Assembleia Geral Ordinária a ser realizada em 2024.

Neste ano, Durigan também foi indicado, pela União, por meio do Ministério da Fazenda, para o Conselho de Administração do Banco do Brasil, igualmente sucedendo a Gabriel Galípolo.

Formado em Direito pela Universidade de São Paulo, Dario Durigan é mestre em Direito Constitucional pela Universidade de Brasília. Foi secretário de governo da Prefeitura de São Paulo entre 2015 e 2016, durante a gestão Haddad.

Na Advocacia-Geral da União, esteve na Consultoria Jurídica da União em São Paulo, de 2017 a 2019, e no Departamento de Gestão Estratégica, de 2010 a 2011.

Na Casa Civil, ocupou a subchefia para Assuntos Jurídicos de 2010 a 2015.

Foi também Procurador da Universidade de São Paulo, em 2009 e 2010. Na iniciativa privada, foi diretor de Políticas Públicas do WhatsApp no Brasil, de 2020 a 2023.

Com informações do Estadão Conteúdo