Credit Suisse adverte sobre perda de US$ 1,6 bi no 4º trimestre após clientes sacarem recursos

Os recibos de depósitos do Credit Suisse na Bolsa de Nova York (Nyse) caíam cerca de 5% nas negociações de pré-mercado

O Credit Suisse alertou que perderá cerca de US$ 1,6 bilhão no quarto trimestre depois que seus clientes retiraram depósitos e fundos.

O anúncio dá alguns números sobre a turbulência que atingiu o banco no mês passado, quando enfrentou uma enxurrada de especulações sobre sua saúde financeira nas redes sociais.

A empresa finalmente anunciou uma junto com o seu balanço do terceiro trimestre em 27 de outubro.

O banco suíço teve saídas de cerca de 6% de seus US$ 1,5 trilhão em ativos entre 30 de setembro e 11 de novembro, o que equivale a cerca de US$ 88 bilhões.

Seu braço de gestão de patrimônio teve retiradas de cerca de US$ 67 bilhões. Isso empurrou sua liquidez abaixo de alguns requisitos, mas manteve os requisitos de liquidez geral.

Desempenho na Bolsa

Os recibos de depósitos do Credit Suisse na Bolsa de Nova York (Nyse) caíam cerca de 5% nas negociações de pré-mercado nesta quarta-feira.

O banco suíço ainda está se recuperando de uma série de contratempos, incluindo uma perda de US$ 5,5 bilhões com o colapso da Archegos Capital no ano passado.

O banco está pedindo a aprovação dos acionistas nesta quarta-feira para levantar US$ 4 bilhões com a venda de ações.

Ele também planeja separar a maior parte de seu banco de investimentos em uma unidade separada sob a marca First Boston.