Bitcoin (BTC) e ether (ETH) caem com vencimento de opções e dúvidas sobre dívida nos EUA

Acordo no Congresso dos EUA deve ocorrer apenas no momento final, o que manterá a tensão nos próximos dias, diz analista

O bitcoin (BTC) e o ether (ETH) recuam nesta quinta-feira (25), em meio a dúvidas sobre um acordo para elevação do teto da dívida dos Estados Unidos e a pressão do vencimento de opções de criptomoedas na sexta.

Com o pessimismo, analistas grafistas veem a possibilidade de o bitcoin testar a casa de US$ 25 mil antes de voltar a avançar rumo aos US$ 30 mil.

Acordo nos EUA

Ayron Ferreira, analista-chefe da Titanium, acredita que um acordo no Congresso dos EUA ocorra apenas no momento final, o que deve manter a tensão nos mercados nos próximos dias.

“É um tema bem sério e por isso o mercado tem reagido à altura. Um calote traria consequências graves para os EUA, como a dificuldade em se financiar e elevação ainda maior nas taxas de juros”, disse.

Parada perto de US$ 25 mil

Para André Franco, chefe do Research do MB, o mais provável agora é que o bitcoin vá para uma próxima parada perto de US$ 25 mil. “Com os vencimentos de opções se aproximando, é bem provável que hoje e amanhã sejam dias bem voláteis no mercado”, disse.

“O BTC está próximo de chegar ao suporte mais importante dessa tendência de alta de 2023, que são os US$ 25 mil. Caso se segure, isso pode empurrar o BTC para cima de US$ 30 mil em junho ou julho. É um ponto importante para ficar de olho”, disse Fernando Pereira, analista da Bitget.

Cotações

Perto das 9h05 (horário de Brasília), o bitcoin tinha baixa de 1,9% nas últimas 24 horas, negociado a US$ 26.214,30, enquanto o ether recuava 1,7% a US$ 1.783,61, conforme dados do CoinGecko.

O valor de mercado somado de todas as criptomoedas do mundo era de US$ 1,15 trilhão.

Em reais, o bitcoin operava com perdas de 2,14% a R$ 130.728,57, enquanto o ether tinha desvalorização de 1,85% a R$ 8.901,37, de acordo com valores fornecidos pelo MB.

Pessimismo no mercado de risco

Segundo Orlando Telles, fundador da Orlando on Crypto, destaca que a política monetária seguem em um ponto de inflexão nos EUA, o que colabora para o pessimismo nos mercados de risco.

“O Fed está em um momento de indecisão. Ao longo das últimas semanas ocorreram diversos eventos com membros do comitê do Fed que revelam uma certa falta de unanimidade de visões”, avalia.

Recessão

Telles comenta também que outro tópico presente na ata da última reunião, divulgada ontem, e que preocupa o mercado é a opinião expressa de que provavelmente os EUA terão uma leve recessão até o final do ano de 2023.

“Todos esses pontos impactaram negativamente o mercado cripto, com uma correlação alta entre criptomoedas e os mercados acionários dos EUA.”