Bitcoin retoma trajetória de alta após pausa para embolsar ganhos

Maior das criptomoedas, o bitcoin chegou à máxima de US$ 28.417 nos negócios da Ásia desta terça após registrar, na tarde da segunda-feira, a mínima de US$ 27.371

O bitcoin (BTC) retomou a trajetória de alta nesta terça (04), voltando a ser negociado acima de US$ 28 mil, após uma breve pausa na véspera para embolsar ganhos recentes depois de uma valorização de 72% no primeiro trimestre do ano.

Maior das criptomoedas, o bitcoin chegou à máxima de US$ 28.417 nos negócios da Ásia desta terça após registrar, na tarde da segunda-feira, a mínima de US$ 27.371 com a preocupação com uma eventual ação restritiva do Federal Reserve para segurar a alta nos preços de energia depois da redução na produção de petróleo.

Segundo analistas, o bitcoin enfrenta dificuldade há mais de uma semana para consolidar o patamar de US$ 29 mil. A expectativa da maioria dos analistas, no entanto, é de valorização das moedas digitais, mesmo que em ritmo mais comedido, até o patamar de US$ 31,5 mil.

Rompida a resistência de US$ 29 mil, o bitcoin poderia seguir para a faixa de US$ 31,5 mil. Por outro lado, notícias ruins e a continuidade da pressão vendedora podem levar a moeda digital de volta para a casa de US$ 26 mil, suporte em que investidores entrariam comprando.

Cotações

Perto das 9h10 (horário de Brasília), o bitcoin era negociado a US$ 28.301,68, com leve alta de 0,2% nas últimas 24 horas, segundo o CoinGecko. Já o ether valia US$ 1.866,40, com valorização de 3,2%. O token nativo da Binance, o BNB, era negociado com baixa de 0,4% a US$ 311,10. Em reais, o bitcoin era cotado a R$ 143.521,04 (+0,04%), enquanto o ether estava em R$ 9.494,43 (+3,22%), de acordo com o MB.

Para Fernando Pereira, analista da Bitget, o bitcoin perdeu força nos últimos dias e está cada vez mais próximo de encontrar um topo antes de quedas mais agressivas. “Continuo com minha opinião de que esse topo deve ser em US$ 28.800 ou US$ 31.000”, disse.

Segundo André Franco, chefe do Research do MB, os dados on-chain mostra uma tendência de acúmulo por parte dos investidores de longo prazo, que somaram saldo positivo de cerca de 6 mil bitcoins no último dia, bem como uma retirada de pouco mais de mil unidades nas exchanges.

Leia a seguir

Leia a seguir