Melhores e piores da bolsa: Americanas fica atrás apenas da Lupatech, e construção lidera perdas

Confira as melhores e piores ações da bolsa nesta quinta-feira, 26 de janeiro

A Americanas (AMER3) fechou em nova alta nesta quinta-feira (26), completando o quarto dia seguido no azul e recuperando o patamar acima de R$ 1. No final do pregão, as ações fecharam valendo R$ 1,03 depois de ter atingido alta de R$ 1,05.

Com o resultado do fechamento desta quinta, a Americanas ficou entre as cinco ações que mais valorizaram na bolsa no dia entre as que movimentam volume na casa dos milhões ou acima disso.

O resultado – alta de 9,57% – foi mais fraco que o registrado no dia anterior, quando as ações saltaram 17,50%.

Lupatech lidera ganhos

A empresa ficou atrás apenas da Lupatech, empresa que fornece equipamentos principalmente para o setor de óleo e gás. Em comum, Lupatech e Americanas têm a questão da recuperação judicial, com a diferença de que a empresa de equipamentos acabou de sair de uma, enquanto a Americanas ingressou recentemente.

A Lupatech avançou quase 20% em dia em que o preço do petróleo subiu e o sentimento do mercado em relação à exploração de gás natural é otimista depois de anunciado o nome de Jean Paul Prates, senador pelo PT, para a presidência da Petrobras.

O presidente da Associação Brasileira de Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás), Augusto Salomon, disse que é “animadora” para o mercado de gás natural a eleição de Jean Paul Prates para a presidência da Petrobras.

“Prates conhece bem o setor de petróleo e gás natural e, como senador, sempre foi particularmente atento ao potencial do gás natural como vetor de desenvolvimento do país”, disse.

Apesar disso, o mercado não viu com bons olhos a indicação, e as ações da Petrobras caíram quase 3%.

Oi também sobe

Outra empresa que vem anotando bons resultados nesta semana é a Oi. As ações ordinárias da empresa subiram mais 9,5% nesta quinta (26), a R$ 2,30. Na quarta, a empresa também tinha sido destaque na bolsa junto com a Americanas, liderando ganhos.

Inclusive, a Oi vem tendo bons momentos após a recuperação judicial. Nos últimos 12 meses, subiu 152%, mas segue distante do seu melhor momento na bolsa, em maio de 2018, quando as preferenciais chegaram a valer quase R$ 5.

Perdas

Na ponta negativa, o setor de construção foi o que mais sofreu no pregão. A Eucatex, que produz materiais para o setor, teve perdas de mais de 11%. Também entre as piores esteve a PDG, construtora e incorporadora focada no segmento de baixa renda.

Cinco maiores altas da bolsa hoje*

  • Lupatech (LUPA3) +19,62%
  • Americanas (AMER3) +9,57%
  • Oi (OIBR3) +9,52%
  • Le Lis Blanc (LLIS3) +9,14%
  • Traders Club (TRAD3) +6,76%

Cinco piores quedas*

  • Eucatex (EUCA3) -11,17%
  • PDG (PDGR3) -6,66%
  • Grupo Mateus (GMAT3) -4,37%
  • Mills (MILS3) -3,45%
  • Eucatex (EUCA4) -3,20%

* As ações que compõem os rankings de melhores e piores da bolsa da IF são aquelas que movimentaram volumes na casa dos milhões ou acima disso, compondo ou não o Ibovespa e outros índices.