Melhores e piores da bolsa: Dona do Ipiranga, Ultrapar (UGPA3) tem a maior alta da bolsa, seguida pela Gradiente (IGBR3); Embraer (EMBR3) e Carrefour (CRFB3) despencam

Veja as melhores e piores ações da bolsa

Em dia de apresentação de resultados, a Ultrapar liderou os ganhos na bolsa após subir quase 12%, com as ações batendo quase R$ 16,20. A companhia se destacou no primeiro trimestre de 2023 principalmente por conta das operações da Ultragaz e da Ultracargo. O grupo também é dono do Posto Ipiranga.

Na ponta inferior, a maior queda foi da Embraer, que registrou prejuízo de 466,9 milhões no primeiro trimestre do ano. A empresa decepcionou o mercado após apresentar entregas abaixo do esperado.

Com isso, os papéis da empresa do setor de aviação caíram quase 10%, cotados a R$ 16,92. Apesar disso, o resultado nos últimos 12 meses é positivo: alta de quase 17%.

O Carrefour também tem sofrido impacto de resultados ruins no primeiro trimestre depois de ter ficado entre as piores na bolsa também na quarta-feira por esse mesmo motivo.

Maiores altas da bolsa*

  • Ultrapar (UGPA3) 11,80%
  • Gradiente (IGBR3) 10,98%
  • Tenda (TEND3) 10,96%
  • Dexco (DXCO3) 7,28%
  • Pão de Açúcar (PCAR3) 6,67%  

Piores quedas*

  • Embraer (EMBR3) -9,71%
  • Vamos (VAMO3) -6.90%
  • Simpar (SIMH3) -6,67%
  • CSN (CSNA3) -6,22%
  • Carrefour (CRFB3) -4,86%

*A lista de melhores e piores da bolsa contempla empresas que negociam ações na B3 , dentro ou fora do Ibovespa e outros índices, e que no dia tiveram volume de negociação na casa dos milhões de reais, ou acima disso.