Marisa (AMAR3) aprova programa de recompra de ações; papéis sobem quase 7% na bolsa

Varejista em dificuldades financeiras tenta superar o patamar de R$ 1,00

Em fato relevante divulgado nesta sexta-feira (23), o conselho de administração da Marisa (AMAR3) aprovou a criação do programa de recompra de ações de até 295.790 ações ordinárias de sua própria emissão.

Segundo o comunicado, o montante corresponde a até 0,19% do total de papéis em circulação. O programa terá duração de 18 meses e tem como objetivo “fazer frente à entrega de ações no âmbito dos Planos de Opções, de Ações Restritas e de Outorga de Ações da companhia.”

Os papéis da varejista fecharam em alta firme na pregão da B3. A valorização no encerramento dos negócios ficou em 6,59%, com a cotação a R$ 0,97.

Em junho, os ganhos acumulados da empresa na bolsa superam 50%. Apesar do movimento positivo no mês, a empresa amarga perdas de 20% em 2023.

A Marisa tem enfrentado dificuldades financeiras, com prejuízo de R$ 149 milhões no primeiro trimestre do ano. A companhia informou em maio o plano de reestruturação que prevê o fechamento de 91 de suas 334 lojas para redução de despesas gerais e administrativas.