GP faz oferta por ações da BR Properties e bolsa deve perder mais uma empresa

A BR Properties resolveu distribuir seu caixa aos acionistas e encolher em quase 80% seu capital social

A GP Investments, que já controla a BR Properties, anunciou o lançamento de uma oferta pública de aquisição de ações (OPA) para ficar com até 100% da companhia, tirando ela da bolsa. A oferta será feita via Slabs, que é uma subsidiária da GP.

O Pipeline, site de negócios do Valor, já havia no mês passado que o desmonte da BR Properties poderia levar a esse desfecho do fechamento de capital.

Sem vislumbrar oportunidades de investimento em novos ativos imobiliários que possam remunerar melhor os acionistas do que, por exemplo, os Treasuries e o CDI, a BR Properties resolveu distribuir seu caixa aos acionistas e encolher em quase 80% seu capital social.

A Slabs está oferecendo R$ 64 por ação da BR Properties, já considerando a recente redução de capital e um grupamento de ações que houve após isso. Segundo a GP, o valor ofertado corresponde a um prêmio de, aproximadamente, 158% do preço de fechamento das ações ontem. O leilão da OPA deve ocorrer no dia 10 de abril.

A oferta será efetivada com a aceitação de no mínimo 61,426% do capital social total e votante da BR Properties. Essa é exatamente a fatia que a GP tem na companhia. Outro acionista relevante é a gestora L3, com 10,212%.

O Conselho de Administração da BR Properties (no qual a GP tem três das cinco cadeira) diz que avaliará os termos e condições da OPA e divulgará ao mercado em até 15 dias sua opinião sobre a oferta.