XP: Embraer tem resultados fracos, mas ações podem subir mais de 100%

Reafirmação do guidance para 2022 é o principal destaque, com melhores indicadores de geração de caixa, diz a XP

A Embraer reportou resultados fracos no terceiro trimestre deste ano, avalia a XP Investimentos em relatório, com lucro antes de impostos, juros, depreciações e amortizações (Ebitda) de US$ 93 milhões, 12% abaixo do esperado pela corretora.

“Embora o faturamento tenha permanecido em níveis fracos, vemos a reafirmação do guidance (projeção) da Embraer para 2022 como o principal destaque positivo dos resultados de hoje, com melhores indicadores de geração de caixa”, afirmam os analistas Lucas Laghi, Pedro Bruno e Matheus Sant’anna, que assinam o relatório.

Eles dizem que, apesar de os gargalos relacionados à cadeia de suprimentos seguirem como riscos — visto que a administração indicou o piso das projeções de entregas como mais plausível —, a empresa reiterou suas expectativas de que as margens cheguem ao limite superior da faixa indicativa das projeções. Segundo os analistas, esta é uma indicação positiva dos esforços de redução de custos da empresa.

Entre outros pontos positivos do balanço, a casa destaca o forte desempenho de margem bruta nas divisões executiva, serviços e suporte, além das indicações de fluxo de caixa positivo para 2022, com projeção de geração de caixa de US$ 50 milhões ou mais atualizado para US$ 150 milhões ou mais, apoiado por melhores margens e dinâmica de capital de giro.

Do lado negativo, indicam a receita líquida de US$ 929 milhões, com alta de 3% na comparação com o mesmo período do ano passado, refletindo principalmente vendas mais fracas.

Ainda, apontam a posição de dívida líquida de US$ 1,5 bilhão, implicando uma alavancagem (entre dívida líquida pelo Ebitda) de 4,5 vezes no terceiro trimestre deste ano. Os analistas esperam que a alavancagem melhore com perspectiva de recuperação do Ebitda no próximo trimestre, a partir de maiores números de entrega, e redução de estoque.

A XP tem recomendação de compra e preço-alvo de R$ 27,50 para as ações da Embraer, o que representa valorização potencial de 107% em relação à cotação registrada há pouco.

Goldman Sachs

A Embraer apresentou resultados abaixo do esperado no terceiro trimestre, diz o Goldman Sachs. As receitas de US$ 929 milhões vieram 7% aquém das estimativas do banco, mesmo com alta de 5% no faturamento de aviação comercial.

Os analistas Noah Poponak, Gavin Parsons e Anthony Valentini escrevem que a boa notícia nos resultados é que a Embraer reiterou suas metas e elevou a de fluxo de caixa livre para US$ 150 milhões.

“O livro de pedidos ficou estável sobre o segundo trimestre”, comentam, destacando que a alta no fluxo de caixa livre deve ser impulsionado por um quarto trimestre mais equilibrado em termos de entregas.

O Goldman Sachs tem recomendação de compra para Embraer, com preço-alvo em R$ 16 para os recibos de ação (ADRs) negociados na Bolsa de Nova York (Nyse), potencial de alta de 54,1% sobre o fechamento da última sexta-feira.

Citi

Os resultados da Embraer no terceiro trimestre foram marginalmente positivos, impulsionados por itens de baixa qualidade, diz o Citi. O banco destaca que receitas e margens vieram um pouco acima do esperado, enquanto o lucro foi impulsionado por ganhos cambiais e tributários.

Os analistas Stephen Trent e Filipe Nielsen escrevem que as atenções devem se voltar para a nova meta de geração de fluxo de caixa livre em 2022, de US$ 50 milhões para US$ 150 milhões, com melhores entregas no quarto trimestre reduzindo estoques e necessidades de capital de giro.

Apesar disso, eles notam que a nova meta implica que a Embraer vá gerar pelo menos US$ 237 milhões em fluxo de caixa livre no quarto trimestre. Mesmo assim, o número seria menor do que no mesmo período de 2021, que por sua vez já era uma queda de 38% sobre o indicador em 2020.

“O aumento na meta de fluxo de caixa livre foi positiva e os pedidos em US$ 17,8 bilhões se mantêm estáveis mesmo após o cancelamento de parte de pedido por um dos seus maiores clientes”, comentam. Apesar de enxergarem perspectivas de melhoria operacional, o banco não acredita que a Embraer vai retomar a robustez de 120 entregas por ano.

O Citi tem recomendação neutra para Embraer, com preço-alvo em US$ 11,75 para os recibos de ação (ADRs) negociados na Bolsa de Nova York (Nyse), potencial de alta de 13% sobre o fechamento da última sexta-feira.