Bolsas dos EUA fecham em alta enquanto aguardam definição sobre política de juros

Entre os índices setoriais do S&P 500, o setor de consumo registrou a maior alta, com alta de 1,40%

Os três principais índices acionários de Nova York encerraram o dia em alta, recuperando as perdas expressivas dos últimos dias, após dados da economia americana elevarem os temores de que o país possa estar a caminho de uma recessão.

Dessa forma, investidores aguardam a divulgação de dados de inflação e a decisão do Federal Reserve (Fed, banco central americano) que sai semana que vem.

No fim da sessão, o índice Dow Jones fechou em alta de 0,55%, a 33.781,48 pontos, enquanto o S&P 500 exibiu ganhos de 0,75%, a 3.963,51 pontos, e o Nasdaq subiu 1,13%, a 11.082,03 pontos.

Entre os índices setoriais do S&P 500, o setor de consumo registrou a maior alta, com alta de 1,40%. Entre os papéis do segmento, o destaque era para as ações da Nvidia, que subiram 6,37%.

Nessa semana, dados de atividade mostrando uma economia ainda resiliente dos Estados Unidos fizeram com que aumentasse a percepção, entre os investidores, de que o Fed deverá seguir com uma postura mais dura na condução de sua política monetária por mais tempo. Hoje, os números de pedidos iniciais de seguro-desemprego dos EUA deram sinais que a economia do país pode estar esfriando. Agora os agentes aguardam os dados de inflação que saem antes da decisão da autarquia americana.

Os analistas do Bank Of America escrevem em relatório que esperam que o Fed eleve sua taxa em 0,50 ponto porcentual semana que vem, para o intervalo de 4,25 e 4,5%. “A comunicação do Fed nas últimas semanas indicaram claramente esse movimento. A questão mais importante é para onde o Fed vai a seguir”, diz a nota.

Em nossa opinião, a perspectiva econômica não mudou materialmente desde a reunião de novembro. Embora a desaceleração imobiliária pareça estar se espalhando para a manufatura, o mercado de trabalho continua aquecido, deixando o Fed com muito trabalho a fazer”, completa.

Ao fim da sessão, o índice DXY, que mede o peso do dólar ante seis moedas de mercados desenvolvidos, operava em queda de 0,29%, a 104,790 pontos.