Nasdaq e S&P 500 fecham em queda com Wall Street temendo retração em 2023

Relatório de criação de empregos dos EUA mostrou um mercado de trabalho ainda aquecido, o que pode prolongar a política de juros altos no país

Os três principais índices acionários de Nova York apresentaram comportamento instável ao longo do pregão desta quarta-feira (07), em meio à intensificação dos temores de recessão observada nos mercados nos últimos dias.

O índice Dow Jones fechou em alta muito sutil, de 0,0047%, enquanto o S&P 500 desvalorizou 0,19%, e o Nasdaq caiu 0,51%.

Diante de tais sinais, nesta semana, executivos de Wall Street chegaram até a traçar, em conferência, um panorama sombrio para a economia americana e global, prevendo vários trimestres de retração econômica em 2023.

O JPMorgan e o Goldman Sachs alertaram que o aperto monetário do Fed junto com a inflação teimosa podem levar a uma desaceleração econômica acentuada.

“Estão crescendo os temores de que as economias passarão por um período difícil à medida que a inflação febril e o amargo remédio da taxa de juros sendo usado para reduzi-la entrarem em vigor”, escreveu o Hargreaves Lansdown.

Fed pode manter postura agressiva

O aumento das preocupações começou na semana passada, após o relatório de criação de empregos dos Estados Unidos, o payroll, surpreender os investidores mostrando um mercado de trabalho ainda aquecido.

O sentimento negativo ganhou ainda mais força nesta semana, com dados de atividade corroborando a resiliência da economia americana, indicando que o Federal Reserve (Fed, banco central americano) precisará manter uma postura agressiva por mais tempo.