Bolsas de NY fecham mistas com investidores avaliando possível aperto e indicador industrial da China

No pré-mercado, os índices chegaram a ficar no azul, impulsionados pela divulgação do índice de gerentes de compras industrial da China

Os índices das bolsas de Nova York fecharam sem direção única nesta quarta-feira (1), com os investidores avaliando a divulgação de dados desde a semana passada e as perspectivas de que o Federal Reserve (Fed) continue com o aperto monetário no longo prazo.

Ao longo da manhã, no pré-mercado, os índices chegaram a ficar no azul, impulsionados pela divulgação do índice de gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) industrial da China, que veio mais forte do que o esperado, sinalizando que o país asiático está no caminho certo para uma recuperação econômica.

No fechamento, o índice Dow Jones reverteu perdas e fechou com alta discreta de 0,02%, o S&P 500 teve queda de 0,47% e o Nasdaq, queda 0,66%.

Indicador dos EUA

Os investidores devem olhar para a divulgação do PMI industrial dos Estados Unidos para o mês de fevereiro, que será publicado as 11h45. Já o PMI industrial do Instituto para Gestão de Oferta (ISM, na sigla em inglês) será divulgado as 12h, assim como o dado de gastos para construção do mês de fevereiro.

China

Na China, o PMI industrial oficial subiu para 52,6 em fevereiro, de 50,1 em janeiro, superando a estimativa de 50,5 esperada por economistas consultados pelo “The Wall Street Journal”. Já o PMI industrial Caixin da China subiu para 51,6 em fevereiro, de 49,2 em janeiro.

“Esses números mostram que a economia chinesa está se recuperando fortemente agora que as restrições por conta da covid-19 foram flexibilizadas. A reabertura chinesa será uma força econômica poderosa em 2023 e impactará não apenas as cadeias de suprimentos globais, mas também a demanda global”, afirmou Edward Park, economista-chefe da Brooks Macdonald, em nota.

“O retorno da segunda maior economia do mundo ao mercado global fornecerá um impulso econômico em um momento em que a maioria dos países desenvolvidos começa a sentir o aperto das taxas de juros mais altas”, acrescentou o analista.

Na seara corporativa, as ações da empresa farmacêutica Novavax caem 26,57% no pré-mercado depois que a farmacêutica afirmou que há uma incerteza significativa em torno de sua receita de 2023 e anunciou planos de cortar gastos. Já as ações da varejista Kohl’s caem 8,06% depois que a rede de lojas de departamentos registrou prejuízo no trimestre e previu um lucro anual abaixo das expectativas.