Bolsas de NY: Nasdaq registra maior perda nesta segunda-feira com investidores realizando lucros de fim de semestre

O índice Nasdaq, de tecnologia, caiu 1,16%, o S&P 500 perdeu 0,45% e o Dow Jones, por sua vez, fechou o dia em queda de 0,04%

Nos Estados Unidos (EUA), os índices de ações fecharam em queda nas bolsas de Nova York nesta segunda-feira (26). O índice Nasdaq, que reúne as empresas de tecnologia, sofreu a maior baixa, à medida que os investidores realizaram ganhos, vendendo suas ações, já que a última semana de negociação do primeiro semestre começou.

O Nasdaq, portanto, caiu 1,16% para fechar em 13.335,78. Já o S&P 500 perdeu 0,45% para encerrar o pregão em 4.328,82. O índice Dow Jones, por sua vez, caiu 12,72 pontos, ou 0,04%, para terminar o dia em 33.714,71.

Dentre as ações das grandes empresas de tecnologia, a Tesla registrou a maior perda. A fabricante de veículos elétricos afundou 6% depois que o banco de investimentos Goldman Sachs rebaixou sua nota, citando ventos contrários nos preços (ou seja, uma eventual queda de receita).

Nvidia, Alphabet e Meta também registraram baixas, tendo perdido mais de 3% cada.

Segundo os analistas de Wall Street, uma retração no preços dos ativos de tecnologia parece saudável após uma recuperação significativa registrada nas últimas semanas. O importante, destacam os analistas, é ficar atento a possibilidade de venda em “cascata”, tal como ocorreu no ano passado. Um evento como este poderia fazer com que os detentores dos papéis de empresas de tecnologia perdessem dinheiro, tendo em vista a valorização dos ativos em 2023.

As ações de tecnologia se recuperaram este ano após um 2022 difícil, com os investidores apostando na promessa de inteligência artificial e esperando o fim da campanha de alta de juros do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA). A volta dos investidores para ações de crescimento, como são chamados os papéis de tecnologia, elevou o Nasdaq em 27,4%, colocando-o no ritmo de seu melhor primeiro semestre desde 1983.

Outros segmentos do mercado também estão a caminho de um primeiro semestre positivo, mesmo depois da interrupção do rali do mercado, na semana passada. O S&P 500 ganhou 12,7%, enquanto o Dow subiu cerca de 1,7%.

A última semana de junho é relativamente fraca para relatórios de indicadores econômicos nos EUA. O destaque da semana são os dados de gastos de consumo pessoal de maio, que sai na sexta-feira.

No plano internacional, os investidores estão monitorando a situação na Rússia, após uma breve rebelião de um grupo militar privado, Wagner, no fim de semana. A incerteza sobre a situação pode manter os mercados tensos.