Bolsas da Ásia fecham em alta com possível relaxamento das medidas de covid zero; Tóquio é exceção

Os investidores também acompanham o discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, na tarde de hoje

As bolsas asiáticas fecharam majoritariamente em alta nesta quarta-feira (30), impulsionadas pelas declarações das autoridades chinesas sobre a possibilidade de um relaxamento das políticas de covid zero no país, em meio a fortes protestos contra as medidas restritivas.

Durante a sessão, o setor de bens de consumo e serviços liderou os ganhos, assim como o segmento de tecnologia. Os investidores também acompanham o discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, na tarde de hoje.

Japão

Em Tóquio, o índice Nikkei encerrou a sessão com queda de 0,21%, a 27.968,99, com os setores de tecnologia e varejo liderando as quedas, em um movimento de cautela dos investidores, que esperam mais sinais sobre os próximos passos da política monetária do BC americano no discurso do do presidente do Fed, Jerome Powell, na tarde de hoje.

A operadora de lojas Don Quijote caiu 4,8% e o Grupo Rakuten teve queda de 2,7%.

Coreia do Sul

Já o índice Kospi, da Coreia do Sul, registrou alta de 1,61%, a 2.472,53, com as ações de tecnologia impulsionando os ganhos da sessão em meio a crescentes apostas dos investidores de que a China aliviará as restrições de sua política de covid zero em meio a protestos públicos contra as medidas restritivas mais rígidas.

A fabricante de chips de memória SK Hynix teve alta de 1,6%, enquanto a EV LG Energy Solution e a Samsung SDI avançaram 3,5% e 1,5%, respectivamente. A siderúrgica Posco Holdings subiu 2,0%.

Hong Kong

Em Hong Kong, o índice Hang Seng fechou com forte valorização de 2,16%, a 18.597,23, com as perspectivas mais positivas do investidor após as declarações das autoridades chineses sobre um possível relaxamento da política de covid zero.

As empresas de bens de consumo e serviços ampliaram seu ímpeto crescente para liderar os ganhos. A operadora de restaurantes Haidilao saltou 15%, a montadora Geely avançou 11% e a produtora de roupas esportivas Li Ning subiu 5,8%.

China Continental

Na China Continental, o índice Xangai Composto fechou com leve alta de 0,05%, a 3.151,3353, com as montadoras liderando os ganhos da sessão.

Além disso, uma reportagem da mídia chinesa afirmou que o governo pode aplicar mais medidas de incentivo a compra de carros, o que fez com que as ações do setor automotivo subissem,

A Great Wall Motor saltou 9,2%, a Guangzhou Automobile aumentou 5,1% e a BYD Co teve alta de 4,5%. O setor imobiliário não conseguiu segurar os ganhos de ontem, já que os investidores continuaram monitorando a política de covid zero no país.

A Poly Developments teve queda de 7,0% e a Gemdale Corp. caiu 6,2%.