Bolsas da Ásia fecham sem direção antes de audiência de Powell

Mercados estão cautelosos em relação aos laços diplomáticos entre Pequim e Washington após a China prever um aumento no orçamento militar para 2023

As bolsas da Ásia fecharam sem direção nesta terça-feira (7), antes da audiência do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, no Congresso americano para a apresentação do relatório semestral da autarquia. O mercado espera que Powell consiga dar mais sinais sobre o futuro da política monetária americana.

Na China, os mercados estão cautelosos em relação aos laços diplomáticos entre Pequim e Washington após a China prever um aumento no orçamento militar para 2023, o que poderia significar uma ofensiva contra Taiwan.

Japão

Em Tóquio, o índice Nikkei registrou alta de 0,25%, a 28.309,16 pontos, com as ações do setor financeiro liderando os ganhos, apesar de incertezas relacionadas ao aperto monetário de diversos bancos centrais.

A JFE Holdings teve alta de 2,4% e o Mizuho Financial Group registrou valorização de 1,9%. Os investidores devem prestar atenção na audiência de Powell perante o Congresso americano na tarde de hoje.

Coreia do Sul

Em Seul, o índice Kospi teve ligeira valorização de 0,03%, a 2.463,35 pontos, com as ações de tecnologia registrando queda na sessão.

Os investidores permaneceram cautelosos enquanto aguardavam a audiência do presidente do Fed no Congresso americano, em busca de pistas sobre a trajetória futura da taxa de juros do banco central dos EUA.

A Kakao Corp caiu 3,3%, após ganhos de mais de 4% na sessão anterior. A SK Innovation subiu 5,2%, estendendo os ganhos para a quarta sessão consecutiva com a retomada do fornecimento de células de bateria para a Ford Motor.

Hong Kong

Em Hong Kong, o índice Hang Seng teve queda de 0,33%, a 20.534,48 pontos após o forte rali da semana passada.

A joalheria Chow Tai Fook liderou as perdas da sessão com uma queda de 6,0%, depois que a renúncia de seu diretor-gerente na China surpreendeu o mercado e gerou preocupações com as incertezas administrativas da empresa.

As operadoras de telecomunicações, que ganharam terreno significativo nas últimas sessões em meio ao entusiasmo dos investidores com a digitalização da China, pesaram ainda mais no mercado.

A China Unicom caiu 5,5% e a China Mobile teve queda de 2,7%.

Os promotores imobiliários também recuaram em relação aos seus ganhos recentes, alimentados por medidas de apoio e esperanças de recuperação das vendas.

A Country Garden caiu 3,9% e Longfor teve queda de 3,6%.

China Continental

Na China Continental, o índice Xangai Composto fechou a sessão com retração de 1,11%, a 3.285,0988 pontos, com os mercados preocupados com as relações diplomáticas entre China e Estados Unidos.

As empresas de telecomunicações e de tecnologia registraram queda. A China Mobile caiu 3,6% e a Hangzhou HIK Vision Digital Technology teve queda de 2,5%.