Banco Pan (BPAN4) tem lucro de R$ 193 milhões no 1º trimestre

Resultado ficou praticamente estável nas comparações com o 4º trimestre e o mesmo período um ano antes

O Banco Pan (BPAN4) registrou lucro de R$ 193 milhões no primeiro trimestre, com alta de 1,0% ante o quarto trimestre, mas queda de 1,0% em relação ao primeiro trimestre de 2022. A instituição chegou a 25,2 milhões de clientes, avanço de 30% na comparação anual.

A carteira de crédito do Pan alcançou R$ 39,3 bilhões, com alta de 0,7% no trimestre e 8% em um ano. Deste total, 45% correspondem a operações de financiamento de veículos – o segmento apresentou avanço de 17% na comparação com o primeiro trimestre de 2022.

Já em cartão o banco vem dizendo que está mais conservador na concessão desde o terceiro trimestre de 2021, até porque seu público-alvo, de classes mais baixas, sofreu mais com a inflação elevada.

“As provisões desta linha estão alcançando seus níveis mais altos, com uma redução significativa esperada para o segundo semestre deste ano”, diz o banco.

“Encerramos mais um trimestre com crescimento consistente, mantendo postura conservadora na concessão de crédito, com foco na originação de produtos colateralizados”, afirma em nota Carlos Eduardo Guimarães, CEO do Pan.

Em março, o Pan e praticamente todos os grandes bancos ficaram quase duas semanas sem conceder consignado para beneficiários do INSS após o Conselho Nacional da Previdência Social (CNPS) reduzir os juros dessa linha de 2,14% para 1,70%.

Após muita celeuma, a taxa foi reajustada para 1,97%. “Continuamos com nossa relevante rentabilidade mesmo após a aprovação do novo teto regulatório para os empréstimos do INSS. Além disso, temos escalado nossas operações B2C enquanto mantemos nossa originação em patamares elevados”, diz o balanço.

O nível de inadimplência fechou março em 7,2%, de 7,1% no quarto trimestre e 6,8% no primeiro trimestre de 2022. A inadimplência de curto prazo (15 a 90 dias) subiu para 8,9%, de 8,3% no quarto trimestre. Segundo o banco, este aumento está relacionado à sazonalidade no financiamento de veículos durante os primeiros trimestres do ano.

Já a receita de serviços avançou 47% na comparação com o primeiro trimestre de 2022, para R$ 295 milhões. O número de clientes no segmento de seguros aumentou, para 2,4 milhões, reflexo da ampliação do número de modalidades oferecidas. As despesas administrativas e de pessoal totalizaram R$ 597 milhões, com avanço anual de 6%.

No primeiro trimestre, a take rate – taxa cobrada a cada transação – da Mosaico foi de 9%, com receita de R$ 65 milhões. Já Mobiauto, marketplace de veículos do Pan, teve avanço anual de 26% na quantidade de carros anunciados.

“Nossa estratégia é oferecer soluções criativas e inteligentes que facilitem a vida dos brasileiros, por meio de uma jornada única de banking e consumo”, diz Inácio Caminha, Superintendente Executivo de RI e Captação.