Em alta, ações do Grupo Soma (SOMA3) marcam dia de queda de curva de juros

Com queda generalizada na curva de juros futuros, ações de varejistas como Grupo Soma (SOMA3) têm alta de 4,02% em dia positivo para varejo

As negociações na bolsa de valores desta terça-feira (12) envolveram um elemento poderoso para colocar as ações do varejo em alta no Ibovespa: a queda dos juros futuros.

Com uma queda na taxa DI para contratos futuros, especialmente os com vencimento em 2025, o setor de consumo surfou a boa maré no índice: as ações do Grupo Soma (SOMA3) lideraram ganhos, subindo 4,02% em um dia de queda da bolsa.

Além do varejo, as ações de construtoras se beneficiaram da queda de juros futuros, apontam analistas. Entre as empresas listadas do setor, a MRV (MRVE3) se valorizou 2,78% no Ibovespa. As ações da Cyrela (CYRE3) também subiram, com avanço de 1,04%. Confira, a seguir, as ações em alta e em baixa no pregão.

Ações em alta: Magalu (MGLU3), Carrefour (CFBR3), Assai (ASAI3)

Além do Grupo Soma (SOMA3), as ações do Magazine Luiza (MGLU3) figuraram entre as principais altas do Ibovespa nesta terça-feira (12). O papel subiu 2,24% na bolsa de valores, também impulsionado pela queda na curva de juros futuros.

No setor de consumo alimentício e supermercados, o ativo ordinário do Carrefour Brasil (CFBR3) subiu 2,16%, assim como as ações do Assaí (ASAI3), que tiveram alta de 1,34%. Por outro lado, o Ibovespa registrou queda.

Conforme a explicação de Dierson Richetti, sócio da GT Capital, os dados de IPCA divulgados hoje pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) mostram que a inflação no Brasil está “controlada”. O índice de preços subiu 0,28% em novembro, levemente abaixo da expectativa do mercado, de 0,29%.

“Entre as altas da bolsa, as empresas de varejo como por exemplo Grupo Soma, Magazine Luiza e Assaí se beneficiam de um cenário de inflação menor, o que leva a um aumento de consumo”, diz Richetti. De acordo com o especialista, o setor mostrou recuperação em vendas, que “retomaram a alta” graças à Black Friday e ao Natal que se aproxima.

Além disso, a provável queda de juros “é um incentivo para pessoas buscarem crédito”. Esse aumento de procura por financiamento foi o que levou à alta de ações de construtoras.

Confira as dez principais ações em alta no Ibovespa hoje

  1. Grupo Soma ON (SOMA3): +4,02%
  2. MRV ON (MRVE3): +2,78%
  3. CVC ON (CVCB3): +2,77%
  4. Locaweb ON (LWSA3): +2,39%
  5. Magazine Luiza ON (MGLU3): +2,24%
  6. Carrefour ON (CFBR3): +2,16%
  7. Eztec ON (EZTC3): +1,93%
  8. Rede D’Or ON (RDOR3): +1,83%
  9. Petz ON (PETZ3): +1,70%
  10. Assaí ON (ASAI3): +1,34%

Totvs (TOTS3) e Banco do Brasil (BBAS3) tem queda

Entre as principais quedas do dia, ações de petroleiras fizeram companhia ao papel de Banco do Brasil. A instituição financeira teve recuo de 3,05% na ação ordinária (BBAS3).

Entre os destaques de petroleiras com maiores baixas da bolsa, a ação ordinária da Petrobras (PETR3) caiu 1,53%. O papel PN (PETR4), por sua vez, cedeu 0,81%. No grupo de petroleiras privadas, a maior queda ficou com a 3R Petroleum, cujo papel se desvalorizou 2,92%.

As ações da Petrobras e 3R Petroleum seguiram a tendência do petróleo do cenário internacional. De acordo com Alexsandro Nishimura, sócio e economista da Nomos Capital, a commodity baixou o preço nesta terça devido à ampliação de barris no mundo. Além disso, o mercado dos Estados Unidos aponta para uma alta na produção de óleo.

Assim como as petroleiras, a Vibra Energia (VBBR3) teve um dia ruim na bolsa de valores. Isso porque o papel caiu 2,54% no Ibovespa, em um movimento que está ligado à perspectiva negativa de safras de cana-de-açúcar, aponta Richetti.

Confira as principais ações em baixa no Ibovespa hoje

  1. Totvs ON (TOTS3): -3,53%
  2. Banco do Brasil ON (BBAS3): -3,05%
  3. 3R Petroleum (RRRP3): -2,92%
  4. Vibra ON (VBBR3): -2,54%
  5. PetroReconcavo (RECV3): -2,25%
  6. Prio (PRIO3): -1,97%
  7. Hapvida (HAPV3): -1,89%
  8. Ultrapar (UGPA3): -1,85%
  9. Gol PN (GOLL4): -1,79%
  10. Petrobras ON (PETR3): -1,53%