Ações do Magazine Luiza (MGLU3) disparam com anúncio de parceria com AliExpress

Varejista brasileira vai vender produtos da plataforma do Alibaba e vice-versa

As ações do Magazine Luiza (MGLU3) fecharam em forte alta nesta segunda-feira (24). O movimento ocorre após a varejista anunciar parceria inédita com o AliExpress, plataforma de marketplace internacional do Alibaba.

Assim, os papéis do Magalu saltaram 12,2%, cotados pouco acima de R$ 12. Enquanto isso, o Ibovespa, índice de referência da bolsa de valores brasileira, subiu 1%.

Antes de tudo, a Ativa Investimentos avalia o anúncio de hoje como positivo. Mas a casa segue neutra na recomendação para MGLU3, com preço-alvo de R$ 17,40.

“Em nossa visão, a parceria é positiva, podendo ampliar o 1P (vendas do e-commerce com estoque próprio) do Magalu. Além de melhorar o sortimento da companhia.”

“Porém, não acreditamos que apenas isto resolva a competitividade do Magalu com players como Mercado Livre e Amazon. Ainda tendo um caminho para se provar competitivo.”

Magulu e AliExpress

Conforme fato relevante, o Magazine Luiza vai oferecer produtos do seu estoque próprio na plataforma brasileira do AliExpress. Ao mesmo tempo, o AliExpress passará a vender mercadorias da linha ‘Choice’ no Magalu.

“Com isso, a companhia amplia de forma significativa o sortimento oferecido, acelerando a sua estratégia de diversificação de categorias e de aumento da frequência de compra”, diz a varejista brasileira em nota.

“Os pedidos realizados no Magalu serão importados por meio do programa Remessa Conforme, impulsionando a operação cross border da companhia”, acrescenta o texo.

Acordo estratégico

Nesse sentido, o Magazine Luiza indica que serão vendidos inicialmente itens das categorias de bens duráveis. “Nas quais o Magalu é líder de mercado no Brasil, com capilaridade logística e multicanalidade, fortalecendo também as vendas do e-commerce com estoque próprio”, afirma a companhia.

“A parceria potencializa duas das maiores audiências do e-commerce brasileiro, com mais de 700 milhões de visitas mensais nas duas empresas. E possibilita que o consumidor final tenha acesso a um amplo portfólio de produtos, com curadoria e serviço de qualidade.”

Dessa forma, segundo o Magazine Luiza, um acordo desse tipo é inédito para ambas as empresas.

“É a primeira vez que o Alibaba, por meio do Aliexpress – uma das maiores empresas de e-commerce do mundo – faz um acordo estratégico com uma empresa fora da China. Para o Magalu, é a primeira vez que seus produtos serão listados e vendidos por meio de outra plataforma de marketplace.”

Apostas do Magalu

Recentemente, Roberto Bellissimo, CFO do Magazine Luiza, detalhou à Inteligência Financeira os planos da companhia para recuperar rentabilidade do pré-pandemia. O executivo indicou que a empresa deve investir quase R$ 1 bilhão em tecnologia em 2024.

Então, Bellissimo adiantou que o Magalu deve permitir o uso de dois cartões diferentes para a mesma compra. A iniciativa é um dos caminhos encontrados pela varejista para aumentar as margens em vendas online.

Leia a seguir

Leia a seguir