Itaú BBA reduz preço-alvo para Assaí (ASAI3); veja se é hora de comprar

Ações do Assaí: após incorporar novo guidance e resultados do terceiro trimestre, Itaú BBA renova projeções; veja se é hora de comprar

O Itaú BBA escolheu rever algumas das suas avaliações para as ações do Assaí (ASAI3) em relatório divulgado nesta terça-feira (28), depois do primeiro Dia do Investidor da empresa de atacado e varejo, com destaque para o preço-alvo do papel.

Para o banco, a principal novidade apresentada no Assaí Investor Day são as projeções de aberturas de lojas para os próximos dois anos. Em 2024, devem ser inauguradas 15 unidades. E em 2025, mais 20 lojas.

Além disso, a empresa enfatizou capacidade de desalavancar organicamente, “dadas as tendências favoráveis de capital de giro”, destacou o Itaú BBA no relatório.

Nesse sentido, os analistas também destacaram “alavancagem inferior a 3,5 vezes para o final de 2024 e investimentos de R$ 1,5 bilhões a R$ 2 bilhões” para o final do ano que vem.

O relatório foi assinado por Thiago Macruz, Maria Clara Infantozzi, Victor Rogatis, Clara Lustosa, Kelvin Dechen e Niviane Magalhães

Recomendação e preço-alvo para ASAI3

Assim, após incorporar o novo guidance e os resultados do terceiro trimestre de 2023 do Assaí, o Itaú BBA reduziu o preço-alvo das ações para R$ 16 ao final de 2024.

Anteriormente, o valor estava em R$ 17 por ação. O valor implica em potencial de valorização de 19% em relação aos preços atuais.

Com isso, está mantida a recomendação de compra “devido à exposição da empresa a um melhor momento de curto prazo”, destaca o relatório.

Assim, os analistas veem ainda uma perspectiva melhor para a inflação de alimentos. Isso “poderia impulsionar as perspectivas de vendas B2B (modelo de negócio em que o cliente final é uma outra empresa e não uma pessoa física)”.

Além disso, o banco enxerga “ventos favoráveis” para a empresa de atacarejo com as esperadas reduções nas taxas de juros.